logo
rss  Vol. XX - Nº 350         Montreal, QC, Canadá - quinta-feira, 20 de Fevereiro de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Para melhorar produtividade

Governo Regional está a desenvolver a «Azores Cloud»

O Secretário Regional do Turismo e Transportes afirmou hoje, na Lagoa, que o Governo dos Açores está a desenvolver uma plataforma «cloud» para garantir o incremento da produtividade da administração pública e melhorar a acessibilidade dos cidadãos a estes serviços.

Vítor Fraga falava no NONAGON – Parque de Ciência e Tecnologia de S. Miguel, na apresentação da «Google Cloud Platform», a que presidiu em representação do Presidente do Governo.

«Por um lado, estamos a consolidar a criação de uma «cloud» privada do Governo, permitindo uma melhor gestão dos recursos e construindo respostas que possam ser replicáveis e, por outro lado, já começámos a usar recursos de «cloud» públicas, como a da Google e outras, de modo a termos capacidade de resposta e também diminuir os custos associados à aquisição de equipamento», frisou o Secretário Regional, salientando que, para o Governo dos Açores, «o futuro passa por esta estratégia, ou seja, as soluções serão cada vez mais híbridas».

«Aderir às plataformas «cloud» é garantir que nos movemos num mundo digital, que nos oferece a desmaterialização dos processos, através de «workflows» sustentados, processos administrativos autênticos e seguros, e uma gestão documental robusta», afirmou.

Vítor Fraga frisou, no entanto, que o Governo dos Açores tem «perfeita noção» de que se está ainda «no início de um processo de revolução digital, em que o uso de recursos parqueados na «cloud» será fundamental».

«Os próximos anos serão orientados para uma grande dinâmica, desenvolvida em torno da reforma administrativa, onde a desmaterialização dos processos será a peça-chave, garantindo-se, por esta via, uma maior proximidade, celeridade e transparência na relação com o cidadão» afirmou.

Para Vítor Fraga, «a modernização administrativa traz consigo o equilíbrio custo/benefício porque implica a redução significativa de custos no que respeita ao tempo e esforço na gestão dos processos, permitindo reafectar e rentabilizar recursos humanos, e otimizar a prestação de serviço».

O Secretário Regional sublinhou ainda o «grande orgulho» em participar neste evento de apresentação da plataforma «Cloud» da Google, «não apenas pelo facto de os Açores servirem de palco para a primeira apresentação a nível nacional, mas, e sobretudo, porque foi uma empresa regional [GlobalEda] a escolhida pela Google para a apoiar em Portugal, nesta matéria».

Para Vítor Fraga, esta opção da Google é «uma demonstração de confiança na empresa açoriana e no seu capital humano».

«Fruto de um forte investimento que a GlobalEda tem vindo a fazer ao longo dos últimos anos, hoje é possível ter nos Açores uma empresa que é referência para a multinacional norte-americana», frisou Vítor Fraga, salientando que esta «é também uma prova de que é possível ter nos Açores empresas que se distinguem no contexto competitivo global, representando isto uma responsabilidade maior e a abertura de novas possibilidades de negócio».

O Secretário Regional reafirmou ainda o empenho do Governo dos Açores em «transformar os Açores num local apetecível para este tipo de companhias, que tragam valor, por via da tecnologia e que promovam emprego qualificado».

«Acreditamos que o desenvolvimento dos Açores tem de passar por sinergias que equilibrem, entre si, uma série de áreas como o ambiente, as tecnologias, a ciência, o digital, modernização administrativa e ainda, a energia», afirmou Vítor Fraga.

Açores
O Secretário Regional do Turismo e Transportes afirmou hoje, na Lagoa, que o Governo dos Açores está a desenvolver uma plataforma «cloud» para garantir o incremento da produtividade da administração pública e melhorar a acessibilidade dos cidadãos a estes serviços.
Para melhorar produtividade.doc
yes
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020