logo
rss  Vol. XX - Nº 348         Montreal, QC, Canadá - segunda-feira, 12 de Abril de 2021
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Português ao raio X

Luciana Graça (Leitora de português do Instituto Camões na Universidade de Toronto)

Rubrica produzida em colaboração com a Coordenação do Ensino Português no Canadá/Camões, I.P.

A sintaxe do verbo «pedir» – «pedir para» ou «pedir que»?

Quando utilizamos o verbo «pedir», é muito comum usarmos a construção «pedir para» (por exemplo: «Eu peço para não ser incomodada». Ora, a dúvida analisada na rubrica desta semana prende-se, precisamente, com a sintaxe do verbo «pedir». Devemos usar a construção «pedir para» ou a construção «pedir que»?

E a todos os nossos estimados Leitores, claro, os votos de uma excelente semana!

Caso:

«A ministra do Trabalho […] pediu […] aos portugueses […] para lutarem contra uma “depressão coletiva”.» (Sábado em linha, 15-04-2011);

«Ministra do Trabalho pede aos portugueses que lutem contra “depressão coletiva”» (Sábado em linha, 15-04-2011).

Comentário:

«pedir que» (e não «pedir para»): i) «pedir» é um verbo transitivo (ou seja, pede um complemento direto); ii) o complemento direto pode ser um nome ou uma expressão nominal («pedi um pastel»), um pronome («pedi isso») ou uma oração completiva («pedi que me dessem isso»); iii) a oração completiva, que funciona como complemento direto de «pedir», é introduzida pela conjunção «que» – e não «para» –, se o sujeito da oração subordinada (nos casos acima apresentados, «os portugueses») não for o mesmo do da oração subordinante (também nos casos acima apresentados, «a Ministra); iv) logo, deveríamos encontrar «pediu aos portugueses que lutem» e «pede aos portugueses que lutem».

Em síntese:

«pediu/pede para» X

«pediu/pede que» V

Língua Portuguesa
Luciana Graça (Leitora de português do Instituto Camões na Universidade de Toronto)
6_Pedir_para_ou_que.doc
yes
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2021