logo
rss  Vol. XX - Nº 346         Montreal, QC, Canadá - sábado, 24 de Outubro de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Juvenis canadianos em Portugal

Com pecúlio escasso...

LusoPresse – A equipa de futebol U-17 de Montreal que esteve recentemente em Portugal para realizar uma série de jogos com equipas da grande região de Lisboa, e que foi comandada por Luís Timóteo, regressou no passado sábado a Montreal com um pecúlio limitado, pois não encontrou maneira de vencer um único jogo. No entanto, e pelas informações que chegaram até à nossa redação, os canadianos, em jogo jogado, até nem fizeram má figura, com exibições que surpreenderam pela positiva, sobretudo nos jogos que pareciam mais problemáticos, que eram contra o Belenenses e o Sporting.

Efetivamente, depois de perder com a Seleção da Margem Sul – reuniu vários clubes da zona de Setúbal – por 3-2, com o Mem Martins, equipa um pouco mais velha, U-19, por 3-1, e Linda-a-Velha, por 3-0, o selecionado canadiano portou-se muito bem contra o Belenenses U-16, mesmo se perdeu por 1-0, ao dar muita réplica aos azuis; e empatou, 0-0, com o Sporting, naquele que foi o seu melhor desempenho.

FOTO DA EQUIPA À PARTIDA PARA O CANADÁ.jpg
A equipa de jovens futebolistas quebequenses no momento de deixar o solo português.

Há que dizer que nos primeiros jogos os canadianos acusaram a longa viagem, pois foi chegar e jogar. Nos seguintes, apesar de mais adaptados, os treinos seguiram-se a bom ritmo, já que havia que aproveitar a presença de técnicos locais para aprenderem novas situações técnicas de jogo. De resto, os treinadores convidados estavam ali para isso mesmo. Depois, os jogos quase a seguir aos treinos, no mesmo dia. Pior ainda, é que os jovens canadianos ainda nem começaram a sua época normal. Até agora, alguns deles têm se limitado aos jogos em salões... pois a época só começa verdadeiramente a partir de maio. Ao invés, todas as equipas que o selecionado canadiano defrontou estão neste momento em plena época, onde a forma caminha a passos largos para o seu pico, isto com o objetivo de poderem lutar pelos melhores lugares dos seus respetivos campeonatos...

JOGADORES ATENTOS À EXPLICAÇÃO DO TÉCNICO PORTUGUÊS CONVIDADO.jpg

Apesar de todas as condicionantes, os jovens futebolísticos montrealenses estão de parabéns pelo que fizeram. E a maioria está consciente disso ao ponto de muitos desejarem voltar a ter nova experiência. Outros têm mesmo objetivos concretos, como seja o Brendan Moleirinho, que sonha com a possibilidade de voltar para Portugal e ser profissional, ele que foi o único jovem de origem portuguesa a participar neste estágio.

Em resumo, pode dizer-se que valeu a pena mais este esforço do staff comandado por Luís Timóteo, um treinador bem posicionado no meio do futebol juvenil no Quebeque e com entradas importantes no mesmo meio em Portugal.

Para além dos jovens terem lidado com profissionais do futebol no país, caso de Bruno Ribeiro, que já treinou o Vitória de Setúbal, e de Diego, atual guarda-redes vitoriano, também a Comunicação Social deu relevo à visita, com Luís Timóteo, por exemplo, a ter honras de falar para o programa de televisão ABola.

A terminar, saliente-se que há possibilidades de que um ou outro dos jovens que agora esteve em Lisboa possa voltar, agora para prestar provas de ingresso num qualquer clube. Afinal, o objetivo da visita foi mesmo de lançar estes jovens na «rede» dos olheiros nacionais, de que já beneficiou, em anos anteriores, o Wesley Timóteo (filho do treinador) ao ingressar no Belenenses.

 

Desporto
LusoPresse – A equipa de futebol U-17 de Montreal que esteve recentemente em Portugal para realizar uma série de jogos com equipas da grande região de Lisboa, e que foi comandada por Luís Timóteo, regressou no passado sábado a Montreal com um pecúlio limitado, pois não encontrou maneira de vencer um único jogo.
Juvenis canadianos em Portugal.doc
yes
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020