logo
rss  Vol. XX - Nº 345         Montreal, QC, Canadá - quinta-feira, 27 de Fevereiro de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

«O Ninho», no Cabouco

Alvo de obras de ampliação

A presidente da Câmara Municipal de Lagoa, Cristina Calisto Decq Mota, irá inaugurar, no próximo dia 8 de março, pelas 11h00, as obras de ampliação da Creche e Jardim-de-infância «O Ninho», situados na freguesia do Cabouco, numa cerimónia que contará também com a presença do presidente do Centro Social e Paroquial do Cabouco, Padre Pedro Coutinho.

Lagoa NINHO Cabouco Foto.jpg

A execução desta obra vem dotar as atuais instalações de uma sala polivalente com cerca de 72 m2 com ligação direta às instalações existentes neste equipamento de educação. A nova sala destina-se, essencialmente, para um uso diário como dormitório e/ou recreio coberto, um espaço que estava em falta.

Com a concretização desta obra, a Creche e Jardim-de-infância «O Ninho», geridos pelo Centro Social e Paroquial do Cabouco e com capacidade para 40 crianças, dos 4 meses aos 3 anos, e 42 crianças dos 3 aos 6 anos, ficarão agora dotados de melhores condições para a atividade diária desenvolvida junto das crianças que frequentam a instituição.

Lagoa Praça LIONS Foto 1.JPG

Para a Câmara Municipal de Lagoa, esta intervenção reitera a sua colaboração e disponibilidade para as instituições do concelho, revelando que a mesma se encontra atenta às necessidades das suas valências.

Açores
A presidente da Câmara Municipal de Lagoa, Cristina Calisto Decq Mota, irá inaugurar, no próximo dia 8 de março, pelas 11h00, as obras de ampliação da Creche e Jardim-de-infância «O Ninho», situados na freguesia do Cabouco, numa cerimónia que contará também com a presença do presidente do Centro Social e Paroquial do Cabouco, Padre Pedro Coutinho.
O Ninho.doc
yes
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020