logo
rss  Vol. XX - Nº 343         Montreal, QC, Canadá - terça-feira, 14 de Julho de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Emigração para o Canadá

Quebeque com o melhor programa

Winnipeg, Manitoba – As províncias de Manitoba e Quebeque têm os melhores programas de imigração para a residência permanente para trabalhadores estrangeiros qualificados no Canadá, disse uma especialista em assuntos de imigração. 

"No dia 1 de maio de 2015 foi criado, através do programa de Nomeação Provincial de Manitoba, o seu próprio »Express Entry'. As exigências para o teste de inglês são apenas de cinco valores, facilitando a integração das famílias», começou por explicar Rosanna Pancotto. 

Segundo a consultora de imigração, a Manitoba também "não discrimina o nível de qualificação», remetendo "qualquer candidato com um trabalho permanente elegível», exemplificando que um trabalhador da construção e com poucas competências "está qualificado para se candidatar».

O programa provincial de Manitoba foi o primeiro programa de nomeação a ser criado no Canadá a seguir ao do Quebeque.

Ferreira rua Peel.jpg

Aquela província, localizada no centro do país, foi pioneira na seleção de trabalhadores estrangeiros por qualificações, sendo o primeiro e único programa flexível para candidatos com poucas qualificações, e com uma especial ênfase para a reunificação familiar.

No Quebeque, o programa de seleção provincial mantém as características do programa federal original para trabalhadores através de uma ocupação numa lista de procura.

A lista de ocupações tem uma classificação das categorias, como contabilistas ou engenheiros eletrónicos. 

Para os trabalhadores qualificados no Quebeque, as escolhas são ligeiramente idênticas na flexibilidade, comparativamente com o programa em Manitoba, com três programas clássicos em um.

"O primeiro é o Programa de Emprego Assegurado, quando um trabalhador tem uma oferta de emprego oficial e financeiramente seja autossuficiente. No entanto, não é exigida nenhuma ocupação específica, apenas é exigida uma ocupação», frisou Rosanna Pancotto. 

A consultora em imigração disse que a atividade profissional requerida, neste fluxo "não é necessária ser no ramo da gestão como se verifica no Ontário», apenas vai de encontro com a lista de ocupações específicas, dando aos profissionais "opções que não são necessariamente relacionadas com a »gestão".

O programa de mobilidade, ocupacional e de empregabilidade, vai ao encontro do perfil de ocupação básica de emprego para o Quebeque, com os estudantes a »poderem estar na condição de elegibilidade antes da sua graduação".

»As melhores áreas profissionais (para se emigrar para o Canadá) é terem uma profissão que não seja regulada. Todas as profissões que tenham um órgão regulador estão sujeitas a regras, complicando o processo dos candidatos. O melhor conselho que posso dar é que, antes de virem para o Canadá, devem solicitar ao Word Education Services (WES) a avaliação das credenciais para saberem os passos a tomar nessa transição", sugeriu Rosanna Pancotto. 

O »Express Entry' arrancou a 1 de janeiro de 2015, trata-se de um sistema eletrónico de imigração para o Canadá, envolvendo diversos programas federais.

O potencial candidato deve preencher o formulário online disponibilizado pelo site do Ministério da Cidadania Refugiados e Imigração do Canadá (IRCC, sigla em inglês), cumprindo com os critérios exigidos, sendo escolhidos os candidatos mais qualificados, que vão ficar registados numa tabela online, para que as empresas canadianas os possam selecionar, nomeadamente aqueles que não tenham o convite de uma companhia.

Os candidatos com a melhor pontuação serão convidados a efetuar o requerimento para a residência permanente, tendo 60 dias para o fazerem.

O »Express Entry' concentra programas como a »Classe de Experiência Canadiana' (CEC), tanto para os trabalhadores qualificados como trabalhadores com competências em comércio, no entanto desde a sua entrada em vigor, o programa coloca algumas barreiras para que os estudantes internacionais se qualifiquem para o CEC.

Esta é uma barreira que brevemente deve ser ultrapassada, tendo o governo liderado por Justin Trudeau prometido efetuar alterações que possam »permitir aos estudantes internacionais simplificar os seus pedidos e ultrapassarem os atuais impedimentos".

Para a especialista em assuntos de imigração, o programa »Express Entry', que pretende trazer para o Canadá candidatos com sucesso e com altas qualificações para integrarem plenamente o mercado de trabalho, »não tem sido um programa muito bem-sucedido".

»A tabela dos candidatos é avaliada sem transparência. Alguns estudos vierem revelar que apenas os candidatos com a Avaliação Inicial do Mercado de Trabalho (LMIA), autorização de trabalho, ou um certificado de nomeação provincial, têm as melhores hipóteses de serem selecionados", explicou.

Segundo Rosanna Pancotto, um dos maiores obstáculos com o programa de trabalhadores estrangeiros »é o teste obrigatório de inglês", onde os candidatos devem »atingir o nível sete no exame", situação que para muitos dos pretendentes ao estatuto de residência permanente »é como jogar na lotaria".

»A minha opinião profissional é que o programa esteja centrado para os candidatos que se encontrem já no Canadá e não esteja acessível aqueles que residam fora do Canadá. Esperamos que isso seja alterado com o atual governo", sublinhou a especialista.

Segundo a consultora de imigração, o Ontário é a província mais difícil no Canadá para se ter autorização de trabalho, pois o Programa de Nomeação Provincial »não permite flexibilidade para todos os trabalhadores".  

Embora a imigração esteja sob a coordenação federal, o Programa de Nomeação Provincial permite às províncias selecionar os indivíduos que pretendam imigrar para o Canadá, sendo um passo importante para adquirirem a residência permanente.

Para este ano, como meta do Ministério da Imigração, o Canadá pretende acolher em todos os programas para residência permanente, cerca de 300 mil recém-chegados, o que corresponde a um por cento da população do país (36 milhões de habitantes). Em 2015, os números rondaram os 285 mil.

Destaque
Winnipeg, Manitoba – As províncias de Manitoba e Quebeque têm os melhores programas de imigração para a residência permanente para trabalhadores estrangeiros qualificados no Canadá, disse uma especialista em assuntos de imigração.
CANADA emigracao Quebeque.doc
yes
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020