logo
rss  Vol. XIX - Nº 341         Montreal, QC, Canadá - quarta-feira, 19 de Fevereiro de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Campeonato da Europa de Futebol 2016

Portugal defronta adversários considerados acessíveis

Norberto Aguiar

Por Norberto Aguiar

O Campeonato da Europa de Futebol 2016 disputa-se no verão (10 de junho a 10 de julho) em França. E o sorteio do torneio, que desta vez conta com 24 equipas, realizou-se sábado passado, com a grandiosa cerimónia a ter lugar na sala de Congressos de Paris. Os animadores principais foram os antigos jogadores Bixente Lizarazu, ex-jogador do Bayern de Munique e da Seleção Francesa, e Ruud Gullit, astro em tempos idos de equipas como o Ajax e o Milão e, bem entendido, da Seleção Holandesa. Dirigiu o sorteio Gianni Infantino, o suíço que se diz que vai candidatar-se a presidente da FIFA, em ato eleitoral previsto para fevereiro próximo.

Ausência notada neste importante certame foi a do presidente da UEFA, Michel Platini. Suspenso pela FIFA, por alegada participação em ato ilícito, o antigo futebolista internacional francês optou por não assistir ao sorteio, numa decisão que lhe deve ter custado os «olhos da cara», como se diz na minha terra. Para mais, realizado em França, para uma prova que se desenrolará em França! Veremos, nos tempos mais próximos, como é que este filme, que ainda implica outros personagens – como Joseph Blatter, o patrão do futebol mundial há vários anos... –, dizíamos, veremos como é que este filme vai acabar... Com Joseph Blatter (presidente) fora da FIFA e Michel Platini (presidente) fora da UEFA? É caso para dizer que tudo pode acontecer...

O sorteio

CRISTIANOronaldo.jpg

Portugal, uma vez mais, beneficiou do facto de ser cabeça de série. Com ele, mais cinco equipas. A saber: França – país anfitrião da competição –, Inglaterra, Alemanha, Bélgica e Espanha – a atual bicampeã. A Itália, potência continental, viu-se fora deste desiderato. Pior foi a Holanda, que nem sequer se qualificou para o torneio continental, que já venceu, de resto...

Com Portugal, no Grupo «F», ficou a Islândia, que aparece pela primeira vez nestas altas andanças do futebol europeu. E fá-lo porque, no seu grupo, acabou por ficar à frente da Holanda, que foi terceira, por isso eliminada. Com a Islândia em segundo lugar, foi a República Checa que se chegou à frente.

As outras duas equipas que completam o Grupo «F» são a Hungria, não aquela dos anos cinquenta quando tinha nas suas fileiras jogadores como Puskas, mas a repescada de agora, que desde 1972 nunca mais participou numa prova desta envergadura (Europeu ou Mundial). O apuramento para este campeonato fez-se através do play-off... numa série grupal em que a Roménia e a Irlanda do Norte fizeram melhor. A outra presença neste grupo, que todos os analistas não se cansam de dizer que é potencialmente o mais fraco, é a Áustria, que surpreendeu a Rússia e a Suécia na fase de apuramento, mas que não tem tradição na prova. De resto, a única vez que a Áustria participou no Campeonato da Europa foi em 2008 quando beneficiou do facto de organizar a competição de parceria com a Bélgica...

Mas indo um pouco mais longe, verifica-se que os três adversários de Portugal ocupam na tabela mundial posições muito interessantes, quase que a desmentir os analistas. Senão, vejamos: Áustria na 10ª posição, a Hungria na 20ª e a Islândia na 36ª posição. Resta saber agora é se estas classificações correspondem ao valor intrínseco de cada conjunto.

Seja como for, Portugal tem agora uma oportunidade em ouro de se chegar à frente neste Campeonato da Europa. E como dizia De Vos, analista da TSN, esta prova para Portugal será como que uma prova dos nove: tem que dar certo.

Restantes grupos

No Grupo «A», onde a França (dois títulos, em 1984 e em 2000) parte favorita, até por jogar em casa, estão a estreante Albânia, a melhorada Suíça e a «traiçoeira» Roménia.

No Grupo «B», a Inglaterra, que nunca ganhou um Campeonato da Europa, nem mesmo quando o organizou, tem pela frente a sempre incómoda Rússia – campeã em 1960 quando dava pelo nome de União Soviética – e as estreantes formações do vizinho País de Gales e da Eslováquia. Parece-nos um grupo pró fraquinho... Mas nunca se sabe.

No Grupo «C», a Alemanha, com três cetros, embora um no tempo em que era Alemanha Federal, terá de se haver com os vizinhos Polónia e Ucrânia, dois ossos duros de roer, como se tem visto em duelos anteriores. A Irlanda do Norte, outra estreante, tentará não fazer figura de corpo presente.

No Grupo «D», a Espanha, com três títulos, os dois últimos a fazerem dela a atual bicampeã, terá de se precaver, pois as suas adversárias, sem serem tubarões futebolísticos, podem no entanto criar problemas sérios. República Checa (um título), Turquia e Croácia, quem delas passará aos oitavos de final?

No Grupo «E» está a atual primeira classificada do ranking mundial. Com mérito? Isso não sabemos, até porque temos muitas dúvidas pela maneira com a classificação é feita. No entanto, se já serviu para a Alemanha, Argentina, Brasil.… porque não servirá agora para a Bélgica?

A acompanhar os «Diabos Vermelhos» estão as repescadas Irlanda e Suécia. Mais perigosa é a presença da Itália, uma das maiores potências futebolísticas da Europa, e do Mundo, embora ao nível do continente a Itália não tenha estado tão bem como quando joga nos Mundiais. Repare-se que, na Europa, ela é uma única vez campeã, e já no longínquo ano de 1968, enquanto em termos de Mundial, ela já tem quatro «canecos» arrecadados...

Desporto
O Campeonato da Europa de Futebol 2016 disputa-se no verão (10 de junho a 10 de julho) em França. E o sorteio do torneio, que desta vez conta com 24 equipas, realizou-se sábado passado, com a grandiosa cerimónia a ter lugar na sala de Congressos de Paris. Os animadores principais foram os antigos jogadores Bixente Lizarazu, ex-jogador do Bayern de Munique e da Seleção Francesa, e Ruud Gullit, astro em tempos idos de equipas como o Ajax e o Milão e, bem entendido, da Seleção Holandesa. Dirigiu o sorteio Gianni Infantino, o suíço que se diz que vai candidatar-se a presidente da FIFA, em ato eleitoral previsto para fevereiro próximo.
Cameopnato da Europa de Futebol 2016.doc
yes
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020