logo
rss  Vol. XIX - Nº 340         Montreal, QC, Canadá - quarta-feira, 19 de Fevereiro de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Na Igreja do Colégio

Vox Cordis canta Vivaldi e Mozart

A Vox Cordis – Associação Musical, através do seu coro continua a sua viagem pela música e pelas pessoas, desta feita com mais um grande concerto na Igreja do Colégio, em Ponta Delgada, no passado sábado, dia 28.

vox cordis.JPG

Foi mais um concerto englobado no projeto «O Barroco e o Clássico em Viagem» que procurou ter a participação de forças culturais residentes em cada localidade, fazendo com que seja apelativa a sua atuação para as diversas populações, tendo já decorrido concertos em São Miguel, mais concretamente cinco no ano passado englobando o período Barroco, e outros seis, uns que já tiveram lugar e outros que ainda irão ter lugar, até final deste ano, que versam o período Barroco e o Clássico da música.

Obras como o Gloria de Antonio Vivaldi e a Missa Brevis de Wolfgang Amadeus Mozart serão interpretadas pelo coro da Vox Cordis, bem como pelos solistas

Igreja do Colegio IMG_0209.jpg

Sandra Medeiros (soprano), Manuela Teves (alto), Marta Pereira (alto), Bruno Almeida (tenor), Pedro Paquete (tenor) e José Corvelo (barítono). O coro e os solistas serão acompanhados pela orquestra Quadrivium e por Svetlana Pascoal. A direção musical estará a cargo dos maestros Odilardo Rodrigues e Amâncio Cabral.

Vox Igreja do Colegio.jpg

Segundo a associação promotora «este é um projeto que tem galvanizado as populações visitadas, confirmando-se positiva mais esta aposta da Vox Cordis».

Açores
A Vox Cordis – Associação Musical, através do seu coro continua a sua viagem pela música e pelas pessoas, desta feita com mais um grande concerto na Igreja do Colégio, em Ponta Delgada, no passado sábado, dia 28.
Na Igreja do Colegio.doc
yes
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020