logo
rss  Vol. XIX - Nº 340         Montreal, QC, Canadá - sexta-feira, 05 de Junho de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Imigrante do interior

Foi na Casa da Cultura do Plateau de Montreal apresentada recentemente uma peça teatral, da responsabilidade do Dynamo Théâtre com a colaboração de O Bando de Palmela, cujo tema anda à volta da pobreza e dos problemas sócio culturais e económicos da imigração.

Na origem deste tipo de espectáculos está um projecto de intervenção teatral financeiramente suportado pelo Programa Cultura da União Europeia. No início este programa destinava-se somente a países membros da UE. Posteriormente tornou-se extensivo a certos países convidados como a China, o México e mais tarde ao Canadá e Austrália. Em Montreal foi a companhia Dynamo Théâtre escolhida que se juntou à companhia portuguesa O Bando de Palmela, para a criação da peça a apresentar ao público, contando com o apoio do Consulado-Geral de Portugal, entre vários organismos culturais.

Mesquita teatro15 002.jpg

Em virtude das suas origens europeias o Canadá é um país com larga experiência no campo da imigração e daí a sua facilidade de corresponder ao tema. Por outro lado, a associação da empresa montrealense ao grupo português de Palmela, serviu de reforço para, com originalidade e bom humor, meter em cena uma peça ligeira, bem estruturada e de fácil compreensão. De resto deve ser salientado o facto de que a peça se destina a um público de idades a partir dos 8 anos.

Dois personagens em palco, um que serve de contraponto enquanto vai afinando instrumentos musicais na sua bancada e, o outro, um imigrante português pretendente a residente em Montreal.

Habitando no sexto (e meio…) andar de um bloco residencial, empunhando a sua bicicleta como meio de transporte (foi acertada a escolha da sala no Plateau de Montreal…) o candidato monologa com o público, explicando as diligências que vai fazendo junto do Ministério da Imigração, arrastando consigo a apresentação e explicação pertinente de cada um dos seus vizinhos, vindos de outros quadrantes do planeta.

Como antigo professor primário, pronto a trabalhar não importa em que ofício, ele – Nicolas Brites, português de Palmela – utiliza um giz num painel que lhe serve de quadro preto para, à medida que a sua exposição avança, desenhar quadrados e rectângulos que abre como portas de que ele tem os puxadores, dentro das quais estão recolhidos os outros candidatos à imigração.

Suave, com excelente interpretação, esta peça teatral falada em francês, é uma baía de paz que ultrapassa o drama imigratório com finura e harmonia.

A não perder.

Raul Mesquita

Teatro
Foi na Casa da Cultura do Plateau de Montreal apresentada recentemente uma peça teatral, da responsabilidade do Dynamo Théâtre com a colaboração de O Bando de Palmela, cujo tema anda à volta da pobreza e dos problemas sócio culturais e económicos da imigração.
Imigrante do interior.doc
yes
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020