logo
rss  Vol. XIX - Nº 339         Montreal, QC, Canadá - quinta-feira, 09 de Julho de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Do Grupo de Escoteiros de Água de Pau

Autarquia Lagoense recebe medalha de prata

A Presidente da Câmara Municipal de Lagoa, Cristina Calisto Decq Mota, irá receber pelo Grupo de Escuteiros 97 – Água de Pau, no edifício dos Paços do Concelho, no próximo dia 26 de novembro, pelas 20h30, uma medalha de prata como forma de agradecimento e reconhecimento pelo trabalho e colaboração que a autarquia faz em prol das instituições do concelho.

No âmbito dos 500 anos de elevação a Vila da Freguesia de Água de Pau, a comemorar no presente ano, o Grupo 97 de Água de Pau, aproveitou a ocasião com o intuito de agradecer toda a colaboração que a Câmara Municipal de Lagoa tem prestado ao Grupo 97, ao longo dos seus 32 anos de existência.

Assim, a Chefia do Grupo 97 – Água de Pau aprovou por unanimidade atribuir à autarquia lagoense a Medalha de Agradecimento – Classe Prata, um agradecimento que também se estenderá à Junta de Freguesia de Água de Pau, presidida por José Fernando Costa.

Refira-se que, a Associação dos Escoteiros de Portugal – Grupo 97 – Água de Pau foi fundada a 14 de junho de 1983 e é uma instituição de utilidade pública, tem levado a efeito diversas atividades na Vila de Água de Pau e no concelho de Lagoa, promovendo a ocupação dos tempos livres dos seus jovens.

Açores
A Presidente da Câmara Municipal de Lagoa, Cristina Calisto Decq Mota, irá receber pelo Grupo de Escuteiros 97 – Água de Pau, no edifício dos Paços do Concelho, no próximo dia 26 de novembro, pelas 20h30, uma medalha de prata como forma de agradecimento e reconhecimento pelo trabalho e colaboração que a autarquia faz em prol das instituições do concelho.
Do Grupo de Escoteiros de Agua de Pau.doc
yes
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020