logo
rss  Vol. XIX - Nº 339         Montreal, QC, Canadá - quinta-feira, 09 de Julho de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Congresso da CAC

François Legault pede união dos nacionalistas

LusoPresse – A Coligação Futuro do Quebeque esteve reunida em Conselho Geral no fim de semana de 8 de novembro, em Laval, mais concretamente no Le Château Royal. Presentes mais de 400 militantes, oriundos de todas as regiões do Quebeque. Presidiu à importante reunião François Legault, presidente desta organização política desde a sua formação, faz quatro anos.

CONGRESSO Francois Legault DSC_1700.JPG

No desenrolar do congresso, que teve a duração de dois dias, os militantes caquistas tiveram a oportunidade de discutir pontos essenciais para o futuro do partido. De entre eles, destaque para a temática das instituições representativas, cabendo neste tema o modo de escrutínio, se apenas por uma maioria simples, ou proporcional, ou ainda a possibilidade de ser proporcional misto.

Atendendo ao figurino eleitoral quebequense – e claro, canadiano – os membros da CAC pareceram inclinados para a vertente «proporcional mista», mais favorável à representatividade de pequenos partidos. Instituições mais transparentes e eficazes também mereceram atenção da parte dos congressistas.

Outras decisões importantes foram tomadas no decorrer da magna reunião, como a abolição do posto de Governador da província e a criação de um novo logo, que se diz ser mais representativo dum Quebeque mais nacionalista, que não independentista, como referiu François Legault no seu discurso de encerramento.

Congresso GENTE DSC_1696.JPG

«Acabaram-se os tempos da divisão», afirmaria François Legault, ao mesmo tempo que lançava um apelo a todas as forças nacionalistas para se unirem. De resto, François Legault havia de apresentar aos militantes do seu partido uma declaração intitulada de «Um novo projeto para os nacionalistas do Quebeque», que resultará numa vasta consulta junto da população no decorrer do próximo ano e que tem como objetivo reivindicar mais poderes junto do Governo do Canadá. Na opinião do chefe caquista, esta é a opção que melhor serve as aspirações de todos os Quebequenses.

Nesta importante e participada reunião da Coligação Futuro do Quebeque notámos muita pouca gente de origem diversa, a começar por representantes da nossa comunidade, que julgamos não se fizeram puramente representar... E é pena que isso ainda aconteça, pois já levamos anos suficientes de presença nesta terra que merecem outro comportamento das nossas gentes. Neste aspeto, a nossa juventude tem um papel importante a desempenhar, isto se não quisermos que sejam sempre os outros a decidir por nós.

Reparem que esta constatação não serve apenas para a ausência de portugueses nas hostes da CAC. Estamos cientes que o mesmo acontece no Partido Quebequense ou Partido Liberal...

Política Quebequense
LusoPresse – A Coligação Futuro do Quebeque esteve reunida em Conselho Geral no fim de semana de 8 de novembro, em Laval, mais concretamente no Le Château Royal. Presentes mais de 400 militantes, oriundos de todas as regiões do Quebeque. Presidiu à importante reunião François Legault, presidente desta organização política desde a sua formação, faz quatro anos.
Congresso da CAC.doc
yes
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020