logo
rss  Vol. XIX - Nº 339         Montreal, QC, Canadá - terça-feira, 02 de Junho de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Clube Portugal de Montreal

Brilho festivo nos seus 50 anos!

Norberto Aguiar

Reportagem de Norberto Aguiar

O Clube Portugal de Montreal completou 50 anos de atividade no passado dia 13 de março, por ter sido fundado nessa data, mas no já longínquo ano de 1965. Foram seus fundadores 27 portugueses, cuja totalidade de nomes o atual presidente, António Moreira, não esteve em condições de nos facultar... «Houve um incêndio no Clube a dada altura, que também não soube precisar, que destruiu muita coisa, a começar pelas atas», diz-nos respondendo a abordagem nossa. Para logo acrescentar que «Sim, senhor, o senhor Alfredo Nunes dos Santos é fundador e nosso sócio n°1». Do Senhor Antero Baptista «foi ele que me veio confirmar que também fez parte do grupo dos 27», acrescentou-nos o dirigente com raízes no Minho.

Clube BOLO DSC_1877.JPG
O Clube Portugal de Montreal completou 50 anos de atividade no passado dia 13 de março, por ter sido fundado nessa data, mas no já longínquo ano de 1965. Foram seus fundadores 27 portugueses, cuja totalidade de nomes o atual presidente, António Moreira, não esteve em condições de nos facultar... «Houve um incêndio no Clube a dada altura, que também não soube precisar, que destruiu muita coisa, a começar pelas atas», diz-nos respondendo a abordagem nossa. Para logo acrescentar que «Sim, senhor, o senhor Alfredo Nunes dos Santos é fundador e nosso sócio n°1». Do Senhor Antero Baptista «foi ele que me veio confirmar que também fez parte do grupo dos 27», acrescentou-nos o dirigente com raízes no Minho.
Foto  - LusoPresse

Concedendo que lhe faltam algumas precisões sobre a fundação do Clube Portugal de Montreal, que neste momento, se a memória me não atraiçoa, é o segundo organismo mais antigo da nossa comunidade – só ultrapassado pela Associação Portuguesa do Canadá – António Moreira «levado» por nós soletra ainda mais alguns nomes como os de Jaime Monteiro, Tavares Belo, Cavaco Silva..., este de resto por sugestão nossa.

Mas seja como for, os fundadores que estiveram sábado passado na festa alusiva aos 50 anos do popular Clube foram os simpáticos senhores Alfredo Nunes dos Santos, sócio número um, como já referimos, o Senhor Júlio Fernandes, sócio número dois, e Manuel Casimiro e Antero Baptista, sem referências a números.

Neste dia de festa, a atual direção do Clube também quis contar, e homenagear, é preciso dizê-lo, com os homens que tiveram a coragem de avançar para a compra da sede, hoje um grande património clubístico, mesmo da comunidade, e que faz do Clube Portugal de Montreal um dos organismos mais sólidos do nosso grupo comunitário. E esses homens foram Casimiro Xabregas, que ostenta o número três como sócio, António dos Reis (9°), Carlos Vicente (13°) e Manuel Pereira (14°). Curiosamente, como nos disse uma destas personalidades, «uma compra feita contra a vontade de alguns sócios que depois a aplaudiram...».

Clube FUNDADORES DSC_1813.JPG
O grupo dos fundadores, aqui na companhia do Cônsul-Geral, Dr. José Guedes de Sousa
Foto  - LusoPresse

Mais longe no querer homenagear, também vieram à festa os ex-presidentes António Carmo (10°), Emídio Santos (11°), Fernando Santos (38°), Francisco Silvestre (50°). Logicamente, na lista, estavam António Moreira, por razões óbvias, e Manuel Pereira, já citado no âmbito da compra da sede.

E por que estamos em maré de homenagens, diremos que muitas outras pessoas ligadas às atividades do Clube foram chamadas ao palco para também receberem a sua medalha, cunhada com o dígito «50 anos». Neste particular esteve em destaque um vasto grupo de mulheres e jovens, a contrastar com a ausência de qualquer representante destes dois grupos nos primeiros anos de vida do Clube, como haveria de referir António Moreira...

Alguns organismos da Comunidade também vieram testemunhar apreço ao Clube, deixando na ocasião palavras e lembranças.

Discrepância de datas...

Clube EDIFICIO DSC_1814.JPG
Os homens da sede!
Foto  - LusoPresse

A festa de sábado passado, levada a efeito no «Bufet Antique» da rua Sherbrooke este, realizou-se oito meses depois da data aniversariante. Por este motivo, levantámos esta questão junto do presidente Moreira. A resposta veio da seguinte maneira: «O Clube esteve em obras, com reparações, nomeadamente na cozinha e no bar. Depois, os velhotes (alguns) vão até Portugal no verão e como era preciso contar com eles, a festa de aniversário acabou por ser programada para agora. De resto, também eu estive em Portugal». Estava dada a razão porque só agora, oito meses depois, foi levada a cabo a festa dos 50 anos do Clube Portugal de Montreal.

Colorido espetáculo

A festa das Bodas de Ouro do Clube centrou-se exclusivamente nas homenagens aos seus dirigentes, sócios e demais colaboradores, numa primeira fase. Já a segunda foi preenchida de música e folclore; também a presença de vários cantores e cantoras da comunidade. Ágata, vinda de Portugal, foi a cabeça de cartaz.

Clube MULHERES 2 DSC_1832.JPG
Parte do enorme grupo de mulheres que colabora com o Clube.
Foto  - LusoPresse

A primeira cantora a subir ao palco foi Marta Raposo, que se fez acompanhar dos guitarristas Joe Medeiros e Paulo Gomes. Prejudicada por ter sido a primeira, quando ainda há muita gente na sala a trocar cumprimentos e por isso desatenta, é o mínimo que se pode dizer, Marta Raposo impôs-se pela sua postura e voz, acabando mesmo assim por ser vivamente aplaudida. Noutras circunstâncias, claro, Marta Raposo não teria certamente abdicado da sua última interpretação.

Seguiu-se-lhe Sara Franco, um dos grandes valores da comunidade artística portuguesa do Quebeque. E porque devia ser desconhecida para a maioria dos presentes, Sara Franco fez furor com as suas interpretações, em português, mas também em inglês.

Veio depois o Júlio Lourenço, cantor romântico quanto baste e que logo «arrastou» a sala inteira para a pista de dança. Para os da idade, ou lá perto, deste vosso escriba, as canções interpretadas pelo Júlio Lourenço oh! que trouxeram vários sonhos e lembranças...

De salientar que foi o Rancho Folclórico Praias de Portugal que «abriu» musicalmente a festa dos 50 anos do Clube. E fê-lo com grande classe. De resto e pelo que vimos, o Praias de Portugal deve estar no top dos grupos folclóricos desta comunidade.

A estrela da noite

Clube FOLCLORE DSC_1788.JPG
Bela atuação a do Praias de Portugal
Foto  - LusoPresse

Ágata foi a cantora escolhida pela Direção do Clube para vir dimensionar as festividades do Clube Portugal de Montreal, pois não é todos os dias que se comemoram 50 anos. E, pelo que se viu na sala do Bufett Antique, completamente cheia – disseram-nos que estavam na sala mais de 500 pessoas – a escolha clubística foi correta, já que apreciada pela plateia. Deve dizer-se que Ágata tem carisma diante do público, pois ao mesmo tempo que canta, ela cativa as pessoas com as suas tiradas, ora sobre a música, ora sobre a sua vida pessoal. E foi assim durante todo o tempo em que esteve em palco. O resto foi próprio de uma artista que aos sete anos cantava ao espelho, aos 12 apareceu em palco e depois nunca mais parou até chegar ao grupo das Doce, um quarteto famoso no seu tempo. Participações nos Festivais da Canção, da OTI; discos de ouro e de platina, marcam uma carreira de grande sucesso, agora numa fase, como dizer, mais sóbria?, mas que plena de «amor e alegria». «Não se esqueçam que são 40 anos de carreira», disse emocionada.

Clube AGATA DSC_1860.JPG

Nesse entremeio Ágata ofereceu ao público uma panóplia de canções, como sejam «Sozinha», «Maldito amor», «Abençoada», «Deixo-te com ela», «Loucura»... e «Sai da minha vida», a canção que lhe deu o passaporte para a glória! Chegado a este momento, o público extasiou-se e aplaudiu de pé a artista, ao mesmo tempo que entoava em uníssono a bonita canção!

É a primeira vez que Ágata, nome artístico de Maria Fernanda Pereira, vem a Montreal. E ela assegura que virá tão depressa logo que convidada. Mesmo se vive em Chaves, para onde foi seguindo o seu grande amor. Mas trabalha no Porto e Lisboa, a sua cidade natal.

Discursos e afins

Além dos artistas subiram ao palco para os tradicionais agradecimentos e elogios, o Cônsul-Geral de Portugal, Dr. José Guedes de Sousa, Daniel Loureiro, jovem conselheiro das Comunidades Portuguesas e António Moreira, presidente da coletividade. Este, como principal timoneiro do Clube, haveria de em breves palavras descrever a vida do Clube Portugal de Montreal e dos seus grupos afins: Praias de Portugal, fundado em abril de 1983 e que já tem dois discos gravados, o último ali apresentado, e Lusitano, que muito recentemente virou equipa de futsal.

Com um programa preenchidíssimo, o jantar quase que passou despercebido.

Quem não passou despercebido foi o bolo de aniversário.

Registe-se o trabalho meritório dos dois apresentadores, Anabelle Pereira e Joe Puga.

Destaque
O Clube Portugal de Montreal completou 50 anos de atividade no passado dia 13 de março, por ter sido fundado nessa data, mas no já longínquo ano de 1965.
Clube Portugal de Montreal.doc
yes
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020