logo
rss  Vol. XIX - Nº 338         Montreal, QC, Canadá - sábado, 22 de Fevereiro de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Instituições da Diáspora

Parceiras estratégicas do governo

O Subsecretário Regional da Presidência para as Relações Externas salientou a semana passada, em Ponta Delgada, que «as Casas dos Açores e outras instituições da Diáspora Açoriana são parceiras estratégicas do Governo no âmbito de iniciativas para o desenvolvimento da economia dos Açores».

Rodrigo Oliveira falava à margem de uma audiência, em representação do Presidente do Governo, com os participantes do primeiro Curso para Dirigentes Comunitários da Diáspora Açoriana, tendo acrescentado que «o Governo dos Açores está, por isso, continuamente a reforçar os laços da Região com a Diáspora, designadamente, ao dotar as suas principais instituições com ferramentas e instrumentos eficazes para melhor promoverem os Açores e as suas potencialidades».

Estiveram presentes no encontro, no qual participou igualmente o Diretor Regional das Comunidades, Paulo Teves, os presidentes e representantes de 11 instituições, das Casas dos Açores do Canadá (Ontário, Quebeque e Winnipeg), dos Estados Unidos da América (Nova Inglaterra e Hilmar), da Bermuda e de Portugal continental (Norte, Lisboa e Algarve), assim como do Centro Cultural Português de Mississauga (Ontário) e do Portuguese Athletic Club de São José (Califórnia).

«Os participantes neste curso intensivo, pelos seus percursos de ação comunitária, conhecem melhor do que ninguém os países e sociedades que acolhem a Diáspora Açoriana, sendo por isso agentes privilegiados para divulgar a realidade açoriana, em particular, através da promoção dos produtos regionais, do nosso turismo ou da procura de oportunidades de negócios e investimento» afirmou o Subsecretário Regional.

O primeiro Curso para Dirigentes Comunitários da Diáspora Açoriana, iniciativa da Presidência do Governo, através da Direção Regional das Comunidades, terá uma componente em contexto sala de aula focada nas oportunidades de investimento dos Açores, na Marca Açores, nos sistemas de incentivos e na atividade turística, incluindo também módulos sobre a História e Autonomia dos Açores.

Mas o curso tem ainda, segundo Rodrigo Oliveira «um programa multidisciplinar e intensivo, com uma componente muito forte de conhecimento direto», incluindo visitas «a empreendimento nas áreas dos laticínios, da hortofloricultura, das conservas, naturalmente também do turismo e a vários exemplos de empreendedorismo, para além das atividades mais tradicionais, de uma componente ligada ao artesanato e, ainda, no âmbito da reabilitação e reintegração socio-cultural».

Durante os cinco dias, os formandos visitarão ainda, em São Miguel e na Terceira, instituições e centros como a Universidade dos Açores, o Parque de Ciência e Tecnologia-Nonagon, o Centro de Artes Contemporâneas-Arquipélago, o Observatório Vulcanológico e Geotérmico dos Açores, o Centro de Monitorização e Investigação das Furnas e Parque Eólico da Serra do Cume.

«Salientaria também a componente interdepartamental desta iniciativa, quer na sua preparação quer na própria vertente formativa» salientou Rodrigo Oliveira, que deu nota da participação dos Diretores Regionais do Apoio ao Investimento e à Competitividade, Ricardo Medeiros, do Turismo, João Bettencourt, do Desenvolvimento Rural, Fátima Amorim, e da Cultura, Nuno Lopes, bem como do Presidente da SDEA, Arnaldo Machado, e da Diretora do Centro Regional de Apoio ao Artesanato, Sofia Medeiros.

«Este é mais um compromisso concretizado pelo Governo dos Açores, neste caso, uma iniciativa anunciada pelo Presidente do Governo no ano passado, em Hilmar, Califórnia, e que pretende precisamente potenciar as sinergias entre os Açores e a sua Diáspora, à semelhança do que fizemos, já este ano com o novo portal internet do Conselho Mundial das Casas dos Açores e no contexto desta convergência estratégica que é por todos salientada e reconhecida» relembrou Rodrigo Oliveira.

Açores
O Subsecretário Regional da Presidência para as Relações Externas salientou a semana passada, em Ponta Delgada, que «as Casas dos Açores e outras instituições da Diáspora Açoriana são parceiras estratégicas do Governo no âmbito de iniciativas para o desenvolvimento da economia dos Açores».
Instituicoes da Diaspora.doc
yes
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020