logo
rss  Vol. XIX - Nº 338         Montreal, QC, Canadá - quinta-feira, 20 de Fevereiro de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

«Cinzento e Negro» de Luís Filipe Rocha

Marca presença na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo

«Cinzento e Negro», filme realizado por Luís Filipe Rocha e produzido pela Fado Filmes de Luís Galvão Teles terá a sua antestreia na 39ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, no Brasil, país co-produtor do filme, que decorre de 22 de outubro a 4 de novembro. O filme será estreado no princípio do próximo ano em simultâneo com a estreia em Portugal.

Depois das projeções no Festival de Montreal, no Festival Figueira Film Art – Festival de Cinema da Figueira da Foz, onde foi o grande vencedor, e no Teatro Faialense nos Açores, a longa-metragem será exibida três vezes no Brasil com sessões nos dias 27, 28 e 30 de outubro, projetado na secção «Perspetiva Internacional».

Para Luís Galvão Teles «depois das presenças tão positivas nos festivais de Montreal e da Figueira da Foz é uma honra termos sido convidados a apresentar o «Cinzento e Negro» na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo».

Rodado no final de 2014, entre Lisboa, Faial e Pico, «Cinzento é Negro» é uma história vulcânica. De traição, roubo e fuga, perseguição e vingança. De amor, solidão e morte.

A longa-metragem, uma co-produção da Fado Filmes com a Luz Mágica Produções (Brasil), contou com o apoio do ICA, Governo Regional dos Açores, ANCINE, Ibermedia, e ainda da Lisboa Film Commission/Câmara Municipal de Lisboa, Câmara Municipal da Horta e da SATA.

Consulte as imagens e os anexos no link we.tl

Sobre a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo:

Alinhada com os grandes festivais do mundo, a Mostra traz com exclusividade os principais filmes premiados, revelando cinematografias de nomes pouco conhecidos, mas que já despertam os olhos da crítica, dos júris e do público.

A seleção deste ano faz um apanhado do que o cinema contemporâneo mundial tem vindo a produzir, além das principais tendências, temáticas, narrativas e estéticas de todo o mundo.

A 39ª Mostra Internacional de Cinema é composta por seis secções: Competição Novos Diretores – que exibe títulos de diretores que tenham realizado até duas longas-metragens; Perspetiva Internacional – que apresenta um panorama do recente cinema mundial; Retrospetiva – secção com clássicos e títulos de importantes diretores restaurados pelo The Film Foundation; Homenagem – celebração do centenário do diretor italiano Mario Monicelli, com exibição de cinco títulos restaurados; Apresentações Especiais – sessões em espaços alternativos ou de filmes que completam obras de diretores selecionados pelo evento; Mostra Brasil – títulos brasileiros inéditos em São Paulo.

Sobre a produtora Fado Filmes:

Fundada por Luís Galvão Teles em 1997, a produtora Fado Filmes soma 24 longas-metragens de ficção, 6 documentários e 7 curtas-metragens, sendo responsável por alguns dos maiores sucessos do Cinema Português. Em 19 anos de atividade Luís Galvão Teles produziu mais de 40 obras, entre as quais algumas emblemáticas e bem conhecidas do público, como «Jaime» do realizador António-Pedro Vasconcelos, «Fados» de Carlos Saura e «Dot.com» e «Elas» do próprio Luís Galvão Teles, que também tem desenvolvido atividade enquanto realizador. A Fado Filmes tem acumulado múltiplos prémios e seleções oficiais nos mais prestigiados festivais de Cinema do mundo, nomeadamente Cannes, San Sebastian e Veneza. É também uma das produtoras nacionais que mais fundos e apoios internacionais tem obtido, em virtude da maior parte dos seus filmes serem co-produções internacionais. Para além das recentes obras «Cinzento e Negro» de Luís Filipe Rocha, e «Gelo» de Luís & Gonçalo Galvão Teles, prestes a estrear comercialmente, a produtora tem diversos projetos em curso, como «O Grande Circo Místico» (pós-produção), opus maior do consagrado realizador brasileiro Carlos Digeres, «Rosas de Ermera», documentário de longa-metragem de Luís Filipe Rocha sobre a família de Zeca Afonso e «Refrigerantes e Canções de Amor» (ambos em pré-produção), de Luís Galvão Teles, uma comédia romântica escrita por Nuno Markl.

Cinema
«Cinzento e Negro», filme realizado por Luís Filipe Rocha e produzido pela Fado Filmes de Luís Galvão Teles terá a sua antestreia na 39ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, no Brasil, país co-produtor do filme, que decorre de 22 de outubro a 4 de novembro. O filme será estreado no princípio do próximo ano em simultâneo com a estreia em Portugal.
Cinzento e negro.doc
yes
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020