logo
rss  Vol. XIX - Nº 336         Montreal, QC, Canadá - sábado, 28 de Março de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

FC Montreal

Terminou a época

Norberto Aguiar

Por Norberto Aguiar

O Futebol Clube Montreal, para quem ainda não sabe, é a segunda equipa do Impacto de Montreal, e que em Portugal se chama de equipa reserva. No nosso país, a segunda equipa de um qualquer clube, nunca poderia ter um nome diferente da formação principal. Mas aqui, por razões que desconhecemos e que admitimos tenham foco em questões administrativas, é diferente.

Há o FC Montreal que pertence ao Impacto de Montreal, já o dissemos. Há o Toronto FC II que tem como equipa titular o Toronto FC. E há o Real Monarchs SLC que é a segunda equipa do Real Salt Lake. Outra é o Vancouver Whitecaps FC 2 e por aí adiante... Mas há também o Louisville City FC que funciona como filial do Orlando City. Todas estas equipas, e são 24 – 4, por ora, não são filiadas, pois a MLS só tem 20 equipas –, disputam o Campeonato da United Soccer League, que em termos portugueses representa o terceiro escalão de futebol. Mas atenção, que nesta liga há algumas condicionantes, a começar por serem equipas que têm por principal objetivo desenvolver os jovens jogadores. Os reservistas e lesionados, ou jogadores fora de forma e que querem regressar ao primeiro time, também podem jogar nestas «reservas» que, bem vistas as coisas, não o são.

RIGGI IMpacto JOLY.jpg
Alessandro Riggi festeja com os companheiros mais um dos seus golos.
Foto Impacto

A United Soccer League tem 24 equipas, como já dissemos. O todo é dividido em duas zonas, Este e Oeste, por meio de zonas geográficas. É por isso que o FC Montreal e o Toronto FC II jogam a Este e o Vancouver Whitecaps FC 2, joga a Oeste. Estas são as únicas formações canadianas da liga. E este foi o primeiro ano em que participaram no campeonato.

Quanto à classificação do FC Montreal, que disputou 28 jogos, não foi famosa, quedando-se pelo 10° lugar entre as 12 equipas que fazem parte da Zona Este, com 28 pontos, o que dá uma média de um ponto por jornada. Ainda assim foi melhor que o Toronto FC II, que, na mesma zona, ficou um lugar abaixo (11°), com 23 pontos, menos cinco que a formação do Quebeque e mais quatro que o Wilmington, último classificado.

Entretanto, neste momento disputa-se a fase eliminatória, tendo-se apurado as seguintes equipas: Rochester (1° do campeonato), Louisville City (2°), Charleston Battery (3°), Nova Iorque Red Bull II (4°), Pittsburgh Riverhound (5°) e Richmond Kickers (6°), pela Zona Este. Já pela Zona Oeste, o campeão foi o Orange County Blues FC, seguido do OKC Energy FC, do Colorado Springs, do Sacramento Republic FC, do La Galaxy II e do Seattle Sounders 2. O Vancouver Whitecaps FC 2 terminou a época em penúltimo lugar, com 30 pontos, mais um que o Real Monarchs SLC (29 pontos).

As seis equipas representativas das duas séries vão agora defrontar-se em jogos de eliminação direta até encontrar o máximo vencedor, depois dos dois vencedores por zona e do vencedor do campeonato, que foi o Rochester Rhinos, com 68 pontos.

Recapitulando a participação do FC Montreal e pelo que vimos nalguns dos seus jogos, o que podemos dizer é que a equipa tem potencial, apesar da inexperiência da maior parte dos seus jogadores, que estamos em crer poderão fazer muito melhor em 2016, já com outro traquejo e com mais alguns retoques.

Dos seus elementos, destaque para Alessandro Riggi, um italiano atrevido, apesar da sua baixa estatura. Tem raça e é muito habilidoso, para além de ser extremamente veloz. Tudo junto fez dele o melhor marcador da equipa e um dos bons jogadores da liga. Se um dia poderá chegar ao Impacto? Talvez...

Desporto
O Futebol Clube Montreal, para quem ainda não sabe, é a segunda equipa do Impacto de Montreal, e que em Portugal se chama de equipa reserva. No nosso país, a segunda equipa de um qualquer clube, nunca poderia ter um nome diferente da formação principal. Mas aqui, por razões que desconhecemos e que admitimos tenham foco em questões administrativas, é diferente.
FC Montreal.doc
yes
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020