logo
rss  Vol. XIX - Nº 336         Montreal, QC, Canadá - quinta-feira, 20 de Fevereiro de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

AZORES AIRLINES APONTA AO FUTURO

O Grupo SATA viveu esta semana um período de forte entusiasmo, na expectativa de melhorar todas as operações e encarar o futuro com maior otimismo e racionalidade.

A administração da companhia aérea reuniu, em Ponta Delgada, com os quadros da empresa para apresentar resultados, definir novas estratégias e partilhar objetivos futuros. Ao mesmo tempo, a SATA homenageou todos os funcionários que se reformaram nos últimos dois anos e premiou todos os funcionários no ativo que completaram 25 anos de carreira na empresa.

SATA medalhas IMG_1523.JPG

Para o presidente da SATA, Luís Parreirão, os próximos anos são «os maiores desafios para toda a operacionalidade da companhia, nunca descorando o papel fundamental que representa para os Açores. O enfoque está agora centrado no cliente, na nova frota de longo curso que está a chegar, ao mesmo tempo que se sente ter-se ganho uma nova confiança dos mercados.»

A SATA é a companhia mais antiga de Portugal e está nesta fase a comemorar os 75 anos de atividade. Nos últimos tempos tem recuperado prestígio e toda a informação financeira disponível aponta para um futuro mais sustentado e credível.

Recentemente firmou protocolos com relevantes instituições portuguesas e acompanha os principais agentes económicos da Região nos passos decisivos que conduziram os Açores à classificação de um dos melhores destinos de turismo sustentável do mundo.

Açores
O Grupo SATA viveu esta semana um período de forte entusiasmo, na expectativa de melhorar todas as operações e encarar o futuro com maior otimismo e racionalidade.
AZORES AIRLINES APONTA AO FUTURO.doc
yes
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020