logo
rss  Vol. XIX - Nº 331         Montreal, QC, Canadá - domingo, 05 de Julho de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Nota de Agenda

Machado Pires, Memórias e Reflexões

Vai ser lançada hoje, dia 18 de maio, pelas 18h30, na Biblioteca Pública e Arquivo de Ponta Delgada a obra MACHADO PIRES, MEMÓRIAS E REFLEXÕES, cuja apresentação será feita pela Doutora Maria do Céu Patrão Neves, contando ainda com uma intervenção da jornalista Ana Carvalho Melo. A obra tem chancela da Letras LAVAdas.

Memórias e Reflexões de A.M.B. Machado Pires espelham algumas ideias e conceitos fundamentais para o autor: o conceito de geração, que situa definitiva e irremediavelmente cada um de nós no tempo e no espaço, a preocupação com o fluir do tempo, o histórico e o psicológico, a exigência de ética na vivência e aplicação do conceito de democracia, a reflexão sobre questões universitárias (antigas e atuais), um breve ensaio sobre o sentimento e a ideia de decadência nos dias de hoje. Algumas memórias estão mesmo em «estado puro», até evocadas com diálogos, procurando dar maior feição literária ao livro, que também contém uma memória do sismo de 1 de janeiro de 1980 na Ilha Terceira e uma «Carta» ao Primeiro-ministro sobre o 1.º de dezembro. O autor não esquece as marcas da infância na Ilha Terceira, as suas vivências de estudante e de assistente na Universidade de Lisboa e o seu papel à frente da Universidade dos Açores.

Ponta Delgada, 18 de maio de 2015

Letras LAVAdas

Nota de agenda
Vai ser lançada hoje, dia 18 de maio, pelas 18h30, na Biblioteca Pública e Arquivo de Ponta Delgada a obra MACHADO PIRES, MEMÓRIAS E REFLEXÕES, cuja apresentação será feita pela Doutora Maria do Céu Patrão Neves, contando ainda com uma intervenção da jornalista Ana Carvalho Melo. A obra tem chancela da Letras LAVAdas.
nota de agenda.doc
no
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020