logo
rss  Vol. XIX - Nº 327         Montreal, QC, Canadá - domingo, 05 de Julho de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Escola Superior de Saúde

Assinala 50º aniversário

A Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico da Guarda está a promover alguns eventos que pretendem assinalar o seu 50º aniversário.

O programa iniciou-se no passado dia 7 de abril, data em que se dinamizou uma atividade no âmbito do Dia Mundial da Saúde. Ao longo do ano estão previstas várias iniciativas como uma sessão comemorativa dos cinquenta anos da Escola Superior de Saúde, agendada para 16 de julho, e a apresentação do livro «ESS: 50 anos de História».

Uma visita encenada ao parque da Escola Superior de Saúde e as Jornadas de Educação e Investigação em Saúde, sob o mote «50 anos de formação em Enfermagem, 10 anos de formação em Farmácia» são outras atividades calendarizadas.

Recorde-se que a Escola Superior de Saúde da Guarda foi criada, como Escola de Enfermagem, em 1965, por despacho ministerial de 27 de julho. Inicialmente, ministrou o Curso de Auxiliares de Enfermagem, admitindo a primeira turma de alunos do Curso de Enfermagem Geral em 1981.

Em 1988 foi integrado no ensino superior politécnico, tendo sido reconvertida em Escola Superior de Enfermagem em setembro de 1989; em 2005 foi integrada no Instituto Politécnico da Guarda e convertida em Escola Superior de Saúde da Guarda.

Instituto Politécnico da Guarda

GABINETE DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

Av. Dr. Francisco Sá Carneiro nº 50 | 6300-559 Guarda | Portugal

Telf. +351 271 220 162 | tlm 96 19 03 792

gic@ipg.ptwww.ipg.pt

Portugal
A Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico da Guarda está a promover alguns eventos que pretendem assinalar o seu 50º aniversário.
Escola Superior de Saude.doc
no
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020