logo
rss  Vol. XIX - Nº 326         Montreal, QC, Canadá - terça-feira, 25 de Fevereiro de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Segurança:

Presos no estrangeiro 1.658 portugueses

Lisboa – O número de cidadãos portugueses detidos no estrangeiro aumentou em 2014, passando de 1.521 para 1.658 (mais 137), segundo os dados do Relatório Anual de Segurança Interna (RASI), entregue no Parlamento.

De acordo com o documento, a maioria dos detidos (569) estava, no ano passado, em cadeias de Espanha, seguindo-se França, com 232, e o Reino Unido, com 222 portugueses detidos.

Na lista do RASI segue-se o Brasil, em cujas prisões estavam 134 portugueses, e depois a Alemanha, com 69 cidadãos lusos, e o Luxemburgo, com 50.

O relatório, baseando-se em dados fornecidos pela Direção-Geral dos Assuntos Consulares e das Comunidade Portuguesas, indica ainda que, no ano passado, foram deportados/expulsos ou afastados 302 cidadãos portugueses de diversos países, estando os Estados Unidos no topo da lista, com um total de 49 casos de deportados.

O maior número de portugueses deportados (17) é proveniente da área de jurisdição do Consulado Geral de Portugal em Newark e a principal razão da deportação prende-se com a existência de antecedentes criminais por assaltos, roubos, violência doméstica e sexual, entre outros.

Em 2014 foram também expulsos/agastados de vários países 93 cidadãos portugueses, designadamente 72, do Reino Unido, quatro, da Alemanha e França, e três, da Venezuela.

A criminalidade violenta e grave desceu 5,4 por cento, em 2014, segundo o Relatório Anual de Segurança Interna (RASI), entregue terça-feira na Assembleia da República.

De acordo com o relatório, que apresenta os principais resultados da criminalidade e atividade das forças e serviços de segurança, o ano passado registaram-se 19.061 casos de criminalidade violenta e grave, menos 1.086 do que em 2013.

Portugal
Lisboa – O número de cidadãos portugueses detidos no estrangeiro aumentou em 2014, passando de 1.521 para 1.658 (mais 137), segundo os dados do Relatório Anual de Segurança Interna (RASI), entregue no Parlamento.
Presos.doc
yes
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020