logo
rss  Vol. XIX - Nº 326         Montreal, QC, Canadá - terça-feira, 07 de Abril de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Dia da Mulher do LusoPresse

Obrigado a todos e todas!

Obrigado às Mulheres da Comunidade que aceitaram entrar neste «jogo» do «Quem é quem» comunitário, num exercício difícil mas que ao mesmo tempo se sabia aliciante. Tudo isso acabou por se confirmar. E ainda bem que assim foi.

Neste 15° ano do Dia da Mulher do LusoPresse queríamos inovar, como aliás temos feito todos os anos. Só que 15 anos são sempre uma data «fetiche», com direito a tratamento especial e a melhor forma de a isso acudir foi desde logo pensar em dois dias de comemorações. Depois veio o tema, logo seguido da ideia de homenagear quem tanto trabalha e prestigia a comunidade. O resto acabou por ser fácil.

O mais problemático poderia vir depois, com as escolhas e sua divulgação... Afinal, nem isso, apesar de uma ou outra observação bem-intencionada. E se bem que tenhamos pena que algumas Mulheres tenham ficado de fora da nossa lista de premiadas, a verdade é que tudo parece ter dado certo, a julgar pelos comentários feitos por pessoas próximas do processo, por amigos, ou simplesmente por pessoas que nos quiseram fazer saber da sua admiração e concordância por tamanha iniciativa – única na(s) comunidade(s)!

É preciso ter em linha de conta que o LusoPresse, desde a primeira hora, sempre teve por meta a ideia de escolher 15 Mulheres para os 15 anos do Dia da Mulher do LusoPresse.

A mesa-redonda, no sábado, preencheu os requisitos para que foi organizada, isto é, tinha por objetivo recolher os dados mais importantes sobre as Mulheres escolhidas para se poder justificar, no domingo, a razão de tais escolhas. Resultou!

A festa de domingo também deixou a impressão de que o LusoPresse fez benzinho o seu trabalho. Está, por isso, de parabéns toda a nossa equipa. Que houve falhas? Com certeza. Mas se elas aconteceram nunca foi por premeditação... O que podemos dizer é que, no futuro, tentaremos melhorar o que esteve mal.

Antes de terminar queríamos deixar aqui uma palavra de simpatia para a direção da Associação Portuguesa do Canadá pelas facilidades que nos concedeu no uso das suas instalações; para o Restaurante Casa Minhota, que foi quem preparou e serviu o repasto, merecendo de todos plena aprovação; para o Paulo Simões, fundamental no apoio à mesa-redonda de sábado – já tinha feito o mesmo no dia do 1° aniversário da LusaQ TV; à Caixa Desjardins Portuguesa, assim como ao Ferreira Café e ao Eng.º. Leonardo Soares.

A equipa

Foi pequena a equipa do LusoPresse que, mais uma vez, pôs as mãos ao trabalho. Mas foi muito competente! Porque os seus elementos rumaram todos para o mesmo lado, mantendo todos a mesma cadência. E se houve alguns que não puderam dar tudo do que são capazes, nunca foi por falta de querer, mas pôr terem assumido responsabilidades algures.

Dito isto, aqui ficam para a história os principais atores desta linda festa que foi a do 15° Dia da Mulher do LusoPresse.

Carlos de Jesus, Jules Nadeau, Ludmila Aguiar, Vitória Faria, Karene Aguiar, Nuno Cansado, Pedro Querido, Dulce Mogas, Gabrielle Musto, Daniel Pereira, Raul Mesquita, Anália Narciso e Norberto Aguiar.

Para a Tetchena Bellange, uma «presença feliz na festa», como muita gente nos disse e a ela também, vai o nosso carinho e muita amizade. Quando foi convidada, a Tetchena aceitou de imediato a nossa proposta, ficando mesmo feliz pela nossa lembrança. Parabéns Tetchena pela tua bela abertura e enorme competência!

Comunidade
Obrigado às Mulheres da Comunidade que aceitaram entrar neste «jogo» do «Quem é quem» comunitário, num exercício difícil mas que ao mesmo tempo se sabia aliciante. Tudo isso acabou por se confirmar. E ainda bem que assim foi.
Dia da Mulher do LusoPresse 2015 2.doc
yes
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020