logo
rss  Vol. XIX - Nº 323         Montreal, QC, Canadá - sábado, 11 de Julho de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Festival Montréal en Lumière

Participação escassa de portugueses

Norberto Aguiar

Por Norberto Aguiar

O 16° Festival Montréal en Lumière aí está de novo no centro das atenções culturais e gastronómicas da cidade. Começa hoje e vai até ao dia 1 de março, com a presença de muitos artistas, locais e estrangeiros, que subirão aos muitos palcos das instituições montrealenses. Paralelamente, a nível gastronómico, grande parte dos restaurantes metropolitanos estarão recebendo chefes de gabarito, este ano com destaque para a europeia Suíça, país em foco neste 16° Festival Montréal en Lumière de 2015.

Habituado a uma participação portuguesa numerosa, o Festival deste ano conta apenas com a participação dos restaurantes Portus Calle e Helena, por sinal casas siamesas, por serem propriedade dos mesmos sócios, com Helena Loureiro à cabeça.

Com implicação assídua no Montréal en Lumière, onde já agiu como sua porta-voz, Helena Loureiro volta a por os seus dois populares restaurantes ao «serviço» da cidade, abrindo as suas portas à larga comunidade gastronómica, muita dela já conhecedora das suas casas e cozinha.

«Portus Calle»

HELENA margarida IMG_5242.JPG
Este ano a chefe Helena recebe Maryline Nazahic, da Suíça.

O «Portus Calle» é o primeiro restaurante a pôr em relevo a sua gastronomia, recebendo nos dias 24 e 25 de fevereiro uma chefe prestigiosa, vinda da Suíça e que dá pelo nome de Maryline Nozahic. Na ocasião, cardápios luso suíços serão preparados superiormente de forma a impressionar os clientes visitantes, que nesta altura do ano passeiam de restaurante em restaurante...

Sempre com o objetivo de ainda mais acalorar a noite gastronómica, a chefe Helena Loureiro convidou o reputado enólogo Guénael Revel, grande amigo e conhecedor dos vinhos portugueses para estar presente no Portus Calle de maneira a aconselhar os melhores vinhos a quem demandar ao reputado restaurante.

Noutra ordem de ideias, também marcará presença no Portus Calle o conhecido tenor quebequense e homem de televisão Marc Hervieux.

«Helena»

A festa do 16° Festival Montréal en Lumière prosseguirá, agora no restaurante «Helena», no dia 26 de fevereiro. Aqui, a chefe convidada é a mesma, a suíça Maryline Nazahic. Os pratos em destaque não andarão muito longe dos do Portus Calle, a nível culinário e da qualidade. Guénael Revel repetirá a presença anterior, com o mesmo objetivo, que é o de aconselhar os clientes na procura do melhor néctar...

Novidade, porém, será a passagem pelo «Helena» de Marie-Josée Taillefer. Conhecida por ser a esposa do famoso René Simard, Marie-Josée é mulher de muitos ofícios, desde animadora de televisão a especialista gastronómica, por força, cremos, da influência da sua própria mãe.

Para o público leitor do LusoPresse interessado em passar nestas noites pelos restaurantes «Portus Calle» e «Helena», eis o número de telefone a discar: (514) 849-2070.

Festival
O 16° Festival Montréal en Lumière aí está de novo no centro das atenções culturais e gastronómicas da cidade. Começa hoje e vai até ao dia 1 de março, com a presença de muitos artistas, locais e estrangeiros, que subirão aos muitos palcos das instituições montrealenses. Paralelamente, a nível gastronómico, grande parte dos restaurantes metropolitanos estarão recebendo chefes de gabarito, este ano com destaque para a europeia Suíça, país em foco neste 16° Festival Montréal en Lumière de 2015.
Festival Montreal en Lumiere.doc
no
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020