logo
rss  Vol. XIX - Nº 322         Montreal, QC, Canadá - quarta-feira, 08 de Abril de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Com as eleições federais no horizonte

Alexandra Mendes põe-se ao trabalho

Norberto Aguiar

Por Norberto Aguiar

Alexandra Mendes, que foi deputada liberal federal de 2008 a 2011 pelo círculo eleitoral de Brossard/La Prairie por uma unha negra – depois também perdeu por uma diferença menor – está de novo em campanha, agora para as eleições que estão à porta, diz-se que em outubro.

E como há que trabalhar no duro para que o êxito seja certo, Alexandra Mendes, que teve mais uma vez o apoio do seu partido para concorrer pelo círculo agora modificado de Brossard – saiu a cidade de La Prairie e entrou a de Saint-Lambert – pôs-se ao trabalho organizando um «branch» onde pudesse dialogar com muitos dos seus futuros eleitores, muitos já antigos, como está bem de ver, de forma a pedir-lhes apoio de maneira a tornar-se a deputada que já foi.

Alexandra HINO RZ_0048_JPG.jpg
Alexandra Mendes e Marc Garneau cantam o Hino do Canadá.
                                                                  Foto Stav Tsamitros

Na ocasião, a candidata a deputada pediu à assembleia que se tornasse membro do partido, importante para ela e, consequentemente, para o Partido Liberal do Canadá, por quem concorre, como já se disse. O segundo pedido, que muitos outros ficarão para mais tarde, é de quem precisa de elementos de apoio à sua campanha, pois que sem eles, seja qual for o candidato, o caminho para a derrota é inevitável.

Pode dizer-se que o encontro liberal do passado dia 11 de janeiro, promovido na grande sala do resto-bar club billard Le Skratch, em Brossard, preencheu os desígnios da nossa compatriota, ou pelo menos deu a entender isso mesmo, com a participação de mais de 200 pessoas, avaliação nossa...

Pena foi que no meio de tanta gente, poucos portugueses marcassem presença, como nos garantiu a própria Alexandra: – Tirando a minha família, não notei aqui hoje ninguém de origem portuguesa. E logo questionada do porquê, a antiga diretora da Maison Multiculturelle de la Rive-Sud avança com o eterno desinteresse dos portugueses pela política.

Alexandra RZ_0053_JPG.jpg
Alexandra Mendes agradece os aplausos dos seus seguidores no fim do seu discurso.
Foto Stav Tsamitros

«A nossa gente ainda não percebeu que para se ter acesso a patamares influentes da vida canadiana é preciso ter voz e essa voz só pode vir através da participação cívica. Participar nas eleições é votar, sim, mas é também colaborar em todo o processo, que começa pelas assembleias de investidura... Pelos vistos, os portugueses – mesmo os luso-descendentes, como afiança a candidata – continuam a passar ao lado de todo e qualquer ato eleitoral. «As exceções são como as aves raras».

No encontro organizado por Alexandra Mendes vieram-lhe dar apoio o seu antigo patrão, Jacques Saada, que chegou a ser ministro, e Marc Garneau, o deputado/astronauta, e que é atualmente e para todos os efeitos um dos membros mais influentes do partido a nível nacional. Ambos concordaram que Alexandra é uma mulher de muito valor, com condições para bem representar o seu círculo eleitoral e seus respetivos eleitores. «Em qualquer parte do país, a Alexandra seria uma candidata desejada», disseram-nos.

Numa altura em que o Partido Liberal do Canadá dá sinais de alguma perda nas sondagens, que liderou sempre depois que Justin Trudeau chegou a chefe, Alexandra Mendes e Marc Garneau estão confiantes numa vitória maioritária das suas hostes. Para que isso aconteça, os dois políticos falam em trabalho, trabalho e trabalho, de maneira a convencer os eleitores canadianos que é o Partido Liberal quem merece formar o próximo governo.

«O Partido Liberal do Canadá esteve perto do precipício. Mas agora está de volta para formar governo, graças ao grande trabalho que fez Bob Rae enquanto chefe interino. A prova está no apoio que hoje recebemos do povo em qualquer região do país. Estamos muito confiantes. Vamos ganhar as eleições, apareçam elas na primavera ou no outono», conclui Marc Garneau, ex-candidato a chefe do Partido – perdeu, precisamente para o filho mais velho de Pierre Elliott Trudeau.

Na altura deste encontro, o Partido Liberal, garantiram-nos, registava um naipe de 300 mil membros. E em termos de candidatos às eleições no Quebeque já tinha 60% dos candidatos escolhidos.

Também soubemos que da comunidade portuguesa, a Alexandra arrisca-se a ser a nossa única representante.

Política Canadiana
Alexandra Mendes, que foi deputada liberal federal de 2008 a 2011 pelo círculo eleitoral de Brossard/La Prairie por uma unha negra – depois também perdeu por uma diferença menor – está de novo em campanha, agora para as eleições que estão à porta, diz-se que em outubro.
Com as eleicoes federais no horizonte.doc
no
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020