logo
rss  Vol. XVIII - Nº 320         Montreal, QC, Canadá - terça-feira, 14 de Julho de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Visita de Vasco Cordeiro a Montreal

Com muitos pontos em suspenso...

Norberto Aguiar

Por Norberto Aguiar

LusoPresse – A visita de Vasco Cordeiro a Montreal saldou-se por um resultado mitigado. Pelo menos foi isso que nos foi dado observar durante a reunião (com pequeno-almoço) efetuada na sede do Valeurs Mobilières Desjardins.

Coordenada por Emanuel Linhares, a reunião teve como objetivo primeiro ouvir os propósitos da delegação açoriana, chefiada pelo presidente do Governo Regional dos Açores, Dr. Vasco Cordeiro, sobre as oportunidades de investimento que se apresentam naquele arquipélago.

Cordeiro 1 DSC_0288.JPG

Na sua breve alocução de introdução, Vasco Cordeiro mostrou-se sensibilizado pelo acolhimento e seguro de que encontros como o de terça-feira de manhã só podem interessar ao seu governo e respetiva região.

De seguida falou Arnaldo Almeida, presidente da Sociedade de Desenvolvimento dos Negócios dos Açores, o homem por quem passa a vertente investimentos no seio da estrutura governamental açoriana. E foi nessa qualidade que ele interveio, fazendo para os presentes um balanço do que é, se bem que em traços rápidos, a vida empresarial dos Açores. Falou das potencialidades do mar, das oportunidades que podem resultar do turismo, sem esquecer as vantagens da agricultura açórica. Depois, asseverou as boas práticas fiscais comparando-as de resto om aquilo que se pratica no continente português e no arquipélago da Madeira.

Cordeiro Leonardo DSC_0291.JPG
Leonardo e Luís Soares
Foto  - LusoPresse

Para reforçar a tese de que é boa ideia investir nos Açores, Arnaldo Almeida avançou com a proximidade das ilhas relativamente ao continente americano.

Terminada a sua apresentação, foi dada a palavra aos presentes que tinham algo para esclarecer, para saber, e mesmo para contestar... Tudo feito, porém, é preciso dizer, com elevação e empatia.

Dos intervenções feitas, logo sobressaiu a sempre e eterna questão dos transportes. Os preços, a falta de voos, as horas perdidas nos aeroportos, sobretudo quando se tem de escalar Toronto, tudo isso foi aflorado por açorianos que no seu íntimo só querem demandar à sua terra em condições melhores e mais rápidas...

Cordeiro Miranda DSC_0295.JPG
Luís Miranda
Foto  - LusoPresse

Presente na reunião, Carlos Botelho, o diretor da SATA para o Canadá, não deixou passar a ocasião para contestar algumas afirmações ao mesmo tempo que falava, com alguma verdade, que tudo passa pela falta de passageiros. «A SATA não pode voar, como faz certas vezes, com apenas 50 passageiros». Se não foi isso que disse, ficou por lá perto. Verdade que há quem argumente, como faz Luís Miranda, com o facto de que cada passageiro que chega aos Açores – ele garante que fez uma sondagem juntos dos seus companheiros de golfe – deixa (deixava) na economia da ilha cerca de 3 mil dólares. E adianta-nos: – antigamente as pessoas iam à ilha e ficavam em casa de familiares. Isso hoje é praticamente impossível!

Entretanto, do lado dos quebequenses presentes na reunião, os questionamentos foram de querer esclarecimentos sobre determinados pontos sobre aquilo que tinha sido exposto pelo responsável da Sociedade para o Desenvolvimento Empresarial dos Açores. Na generalidade, as propostas, e respostas, foram recebidas com alguma simpatia.

Antes da foto de família, Stéphane Achard, um dos «manitous» do Movimento Desjardins, haveria de encerrar a reunião não sem que avançasse com a sua implicação na delegação quebequense que viajará para os Açores no próximo verão.

Visita a Santa Cruz

Cordeiro Jacinta DSC_0299.JPG
Jacinta Amâncio e a prenda para o presidente.
Foto  - LusoPresse

Na segunda-feira, a meio da tarde, Vasco Cordeiro e sua respetiva comitiva marcaram presença no Salão Nobre de Santa Cruz, onde confraternizaram com os portugueses presentes.

Chamado a discursar, Vasco Cordeiro não quis deixar passar a ocasião sem deixar patente o quanto está reconhecido ao Centro e ao padre José Maria Cardoso pela colaboração com o governo dos Açores.

De salientar que esta visita de Vasco Cordeiro a Montreal foi sempre acompanhada de perto pelo embaixador de Portugal, Dr. José Moreira da Cunha, e pelo cônsul-geral em Montreal, Dr. José Guedes de Sousa.

Destaque
LusoPresse – A visita de Vasco Cordeiro a Montreal saldou-se por um resultado mitigado. Pelo menos foi isso que nos foi dado observar durante a reunião (com pequeno-almoço) efetuada na sede do Valeurs Mobilières Desjardins.
Visita de Vasco Cordeiro a Montreal.doc
yes
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020