logo
rss  Vol. XVIII - Nº 320         Montreal, QC, Canadá - domingo, 16 de Fevereiro de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Festa de Independência de Angola

Muita música e boa comida!

Norberto Aguiar

Por Norberto Aguiar

Sábado, dia 22 de novembro, pelas 20h00, teve lugar no Centro Santa Cruz a festa de independência de Angola. À falta de embaixador – Agostinho Tavares foi colocado em Washington, no que pode ser visto como uma promoção importante na sua carreira diplomática – esteve em Santa Cruz, em representação da embaixada, a 1ª secretária, Senhora Destineza de Almeida.

A festa, que reuniu cerca de 300 pessoas, foi agradável de seguir, por haver muita música, o que não deixa de ser próprio de todo o africano que se preze, e uma mesa cheia das melhores e mais bem preparadas iguarias! Neste último caso ficámos deveras impressionados!

Depois, houve passagem de modelos, onde as roupas exibidas tinham chancela angolana, onde as cores garridas e vivas davam bem a dimensão do gosto que têm os angolanos pelo bem vestir.

Angola Antonio Magalhaes DSC_0127.JPG
António Magalhães, junto a parte da Comissão Provisória, aquando se dirigia à plateia.
Foto  - LusoPresse

A organização da festa esteve a cargo da Comissão provisória que se ocupa de dirigir a Casa de Angola de Montreal, de vez em quando a braços com problemas entre dirigentes... Formada por oito membros, é, na verdade, António Magalhães que mexe os cordelinhos, o que não admira por ter sido um dos fundadores do organismo, por isso muito por dentro dos seus problemas, espera-se que também mais preparado para encontrar as suas soluções. Quando se lhe pergunta sobre as dificuldades diretivas da associação, António Magalhães prefere desviar a nossa atenção para as coisas boas que a sua organização pode construir no futuro. «Amigo, tudo se resolve nesta casa. Vai devagarinho, mas isto vai», diz com um sorriso para logo apresentar ar de muito sério.

Mas o António Magalhães por mais que queira evitar de falar nas dificuldades da sua organização, não o pode fazer até porque a própria secretária da embaixada, na sua intervenção, não deixou de aflorar os problemas da Casa de Angola.

Angola bolo DSC_0190.JPG
Destineza de Almeida no corte do bolo.
Fotógrafo  - LusoPresse

Para começar, a Senhora Destineza de Almeida foi logo ao fundo dos problemas, dizendo, nomeadamente que «há que respeitar a opinião de cada indivíduo. Há que haver muito diálogo, mas diálogo construtivo e cada um tem de ser capaz de fazer a sua autocrítica». Logo a seguir, agora puxando a sua intervenção para as relações casa de Angola versus embaixada, adiantou que «não é normal a embaixada enviar a Montreal um seu representante para falar à comunidade sobre assuntos do seu interesse e esse representante deparar-se apenas com alguns dos dirigentes da associação. Queremos vir mas vocês têm de participar nas atividades da organização», adiantou com algum desgosto. Mas disse mais a Senhora Destineza de Almeida, chegando ao ponto de dizer que era escusado irem a Otava gastar dinheiro quando os problemas podem ser resolvidos em Montreal. A sua alocução terminou com um apelo à união de todos, a uma maior participação nas atividades da Casa montrealense e para que se acabe com as diferenças entre angolanos sejam eles de que província for.

A festa dos 39 anos de independência de Angola começou com o hino nacional e terminou com o corte do bolo de aniversário, feito pela secretária da embaixada. Um minuto de silêncio também foi respeitado, «por todos aqueles e aquelas que morreram por Angola».

Angola Jose Figueiredo DSC_0141.JPG

Antes de deixarmos a sala do Centro Santa Cruz ainda fomos postos ao corrente de que o próximo embaixador de Angola no Canadá deve chegar no período entre os dias 15 e 20 de dezembro p.f.

Entretanto, aqui ficam os nomes dos oito dirigentes que se ocupam da Casa de Angola no momento atual.

Kiluange Fortunato

Alberto Rangel

Maria Paixão Ferreira

José de Figueiredo

Margarida Stella Tomás

Amélia da Costa

João Freitas

António Magalhães

Como rodapé, acrescentaremos que ainda houve tempo para uma pequena demonstração de taekwondo, com José de Figueiredo e um dos seus colegas de escola. De resto, José de Figueiredo, quando em Angola, e isto desde jovem, praticou esta modalidade desportiva, acima de tudo considerada de defesa.

As animadoras da noite foram Leila Calisto e Cristina Manuel. Já Manuel dos Santos agiu como ensaiador do grupo de dança.

Comunidade
Sábado, dia 22 de novembro, pelas 20h00, teve lugar no Centro Santa Cruz a festa de independência de Angola. À falta de embaixador – Agostinho Tavares foi colocado em Washington, no que pode ser visto como uma promoção importante na sua carreira diplomática – esteve em Santa Cruz, em representação da embaixada, a 1ª secretária, Senhora Destineza de Almeida.
Festa de Independencia de Angola.doc
yes
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020