logo
rss  Vol. XVIII - Nº 314         Montreal, QC, Canadá - segunda-feira, 18 de Janeiro de 2021
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

FELISMINA CONCEIÇÃO

DOS SANTOS RODRIGUES

1951 – 2014

Faleceu em Montreal no dia 14 de Agosto de 2014, com 63 anos de idade, Felismina Conceição dos Santos Rodrigues, natural de Santiago da Guarda, concelho de Ansião, viúva de Narciso Rodrigues.

Deixa na dor o seu filho David Santos Rodrigues, a sua filha Lucy Santos Rodrigues (Walter Ventura), seus irmãos e irmãs Lucinda, Deolinda, José (Maria), Rafael (Isabel), Angelo (Idalina), Francisco (Olinda) e Arlindo (Maria), seus sobrinhos/as, seus primos/as, assim como restantes familiares e amigos.

Os serviços fúnebres estiveram a cargo de

felismina Conceicao.jpg

MAGNUS POIRIER Inc.

10300 Boul. Pie-IX, Montréal-Nord

Tel.: (514) 727-2847 --  www.magnuspoirier.com

António Rodrigues, (514) 918-1848

A missa de corpo presente, foi celebrada na segunda-feira dia 18 de Agosto de 2014, às 10h na Igreja Visitation-de-la-Bienheureuse-Vierge-Marie em Montreal. Seguiu-se a trasladação para o cemitério de Santiago da Guarda, concelho de Ansião, onde será sepultada no jazigo familiar.

A família vem por este meio agradecer a todas as pessoas que, de qualquer forma, se lhes associaram neste momento de dor. A todos o nosso obrigado pelo vosso conforto. Bem Hajam.

Antonio Rodrigues

Conseiller aux familles

10 300, boul. Pie-IX

Montréal (Québec) H1H 3Z1

Général: (514) 727-2847/1 (888) 727-2847

Télécopieur: (514) 322-2252

Ligne directe: (514) 727-2828 -- poste 1313

arodrigues@magnuspoirier.com

Cronologia
Faleceu em Montreal no dia 14 de Agosto de 2014, com 63 anos de idade, Felismina Conceição dos Santos Rodrigues, natural de Santiago da Guarda, concelho de Ansião, viúva de Narciso Rodrigues.
Felismina Conceicao.doc
no
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2021