logo
rss  Vol. XVIII - Nº 309         Montreal, QC, Canadá - domingo, 16 de Fevereiro de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

CEFAL promoveu...

Sessão teórico-prática de apicultura

O Centro de Educação e Formação Ambiental de Lagoa (CEFAL) acolheu no passado sábado, 17 de maio, uma sessão teórico-prática sobre a apicultura, dinamizada por António Silveira, com a carga horária de 7 horas.

O período da manhã foi dedicado à vertente teórica, com António Silveira a fazer uma breve introdução histórica desta atividade, a organização da colmeia, os cuidados a ter no apiário, as formas de criar e manter uma colmeia e as funções das diferentes abelhas.

Na segunda parte e atendendo ao tipo de formação, os participantes visitaram uma colmeia num ambiente doméstico, aplicaram as normas de segurança e assistiram em loco alguns dos conteúdos aprendidos na primeira fase. Foi ainda servido um chá com mel num ambiente familiar. Posteriormente presenciaram o processo da cresta numa melaria da Quinta do Além, situada no Livramento.

António Silveira é licenciado em Património Cultural e dedica-se à apicultura há mais de 6 anos.

O CEFAL, gerido pela Câmara Municipal de Lagoa, tem apostado em acolher, promover e divulgar diversas atividades de índole ambiental, fomentando e incutindo conhecimentos e valores na população. De salientar que no próximo mês o CEFAL já tem agendada a atividade que desenvolve anualmente, a limpeza da orla costeira e subaquática, prevista para o dia 7 de junho.

Açores
O Centro de Educação e Formação Ambiental de Lagoa (CEFAL) acolheu no passado sábado, 17 de maio, uma sessão teórico-prática sobre a apicultura, dinamizada por António Silveira, com a carga horária de 7 horas.
CEFAL promoveu.doc
yes
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020