logo
rss  Vol. XVIII - Nº 309         Montreal, QC, Canadá - segunda-feira, 24 de Fevereiro de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Bilhete de Lisboa

A BIMBY

Por Filipa Cardoso

Em Portugal há um fenómeno bastante curioso que se chama BIMBY.

A Bimby é um robot de cozinha comercializado em Portugal desde 2000 exclusivamente através de venda direta.

O vendedor/a começa por fazer uma demonstração em casa do potencial comprador. A maioria dos vendedores são mulheres, 98%.

A Bimby faz tudo menos complicar. Graças à sua tecnologia este robot mexe, pica, rala, corta, bate, amassa, mói, tritura, pesa, emulsiona e cozinha normalmente como se estivesse com um tacho no fogão, e cozinha também a vapor mantendo os valores nutritivos dos alimentos. Consegue reunir num só aparelho as funcionalidades de 12 eletrodomésticos.

A Bimby foi desenvolvida pela Vorwerk, firma alemã com mais de 125 anos, que é sinónimo de qualidade e tecnologia, mais de 23 vezes patenteada.

A Vorwerk é uma firma familiar que iniciou a sua atividade a fabricar tapetes e aspiradores.

Só em 1970 é que os irmãos Carl e Adolf Vrowerk iniciaram a comercialização da Bimby.

Em Portugal, através dos seus milhares de agentes, para cima de 1400, já foram vendidas até 2012, mais de 35 mil unidades.

Apesar da subida de impostos e cortes nos subsídios as vendas continuam a aumentar.

Até o «Wall Street Journal» admite que no final de 2014, 8% dos portugueses terão uma Bimby. O mesmo jornal salienta também que no passado mês de novembro a Bimby bateu um recorde absoluto de vendas em Portugal, com 5077 unidades transacionadas. Ao todo, até hoje, há se venderam cerca de 280 mil unidades.

Estes dados são curiosos considerando o valor de mercado da Bimby, cerca de mil euros, ou seja custa mais de duas vezes o salário mínimo.

Nem o facto de ter aparecido uma máquina concorrente e muito mais barata, um terço do preço – a Yammi – à venda em hipermercados, foi motivo para travarem os ímpetos consumistas das donas de casa portuguesas.

Não tenho nenhuma Bimby mas fico fascinada a ver o meu filho a «fabricar» deliciosos petiscos neste laboratório, que produz autênticos milagres, sem sujar tachos e bancadas.

Bilhete de Lisboa
Em Portugal há um fenómeno bastante curioso que se chama BIMBY.
Bilhete de Lisboa.doc
no
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020