logo
rss  Vol. XVIII - Nº 308         Montreal, QC, Canadá - domingo, 31 de Maio de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Bilhete de Lisboa

TEATRO THALIA

Por Filipa Cardoso

A Orquestra Metropolitana de Lisboa tem o privilégio de poder usufruir para a sua temporada clássica 2013-2014, de um novo espaço cultural, magnifico, o Teatro Thalia. (A Orquestra Metropolitana de Lisboa é uma instituição cultural, sem fins lucrativos, constituída em 1992 com o objetivo de divulgar a música clássica. Tem sede no antigo edifício da Standard Electrica, junto ao rio Tejo)

O Teatro Thalia está situado em Sete Rios, ao lado do Palácio das Laranjeiras, junto ao Jardim Zoológico.

O teatro foi mandado construir em 1820 por Joaquim Pedro Quintela (1801/1869), 2º Barão de Quintela, e 1º Conde de Farrobo. Aristocrata, sucessor da grandiosa fortuna do seu pai, filantropo, mecenas das artes e promotor de manifestações artísticas.

Bilhete de Lisboa.JPG

O nome «thalia» está associado às musas gregas da comédia e da poesia.

Em 1842 foi re-edificado pela mão do arquiteto Fortunato Lodi, autor do Teatro D Maria II, contando com uma grande inovação na cidade, iluminação a gás. Nesse ano houve no Teatro Thalia uma grande festa em honra de D. Maria II.

O interior comportava cerca de 560 espetadores, com luxuosos camarins e um salão de baile revestido a espelhos de Veneza, com inúmeros lustres.

Foram apresentadas cerca de duas dezenas de óperas, para além da estreia de «Frei Luís de Sousa», de Almeida Garrett.

Em 1862 o teatro foi totalmente devastado por um incêndio e ficou abandonado à inclemência do tempo.

O Conde de Farrobo viria a morrer pouco tempo depois em completa miséria.

O Palácio das Laranjeiras e o teatro passaram por vários proprietários e finalmente em 1940 foi adquirido pelo Estado, mas os restauros executados incidiram sobretudo no palácio e nos seus jardins.

Em 1978 procedeu-se à demolição da cobertura do Teatro o que agravou ainda mais a sua condição de ruína.

Em 2010 iniciaram-se as obras de restauro e requalificação do Teatro e o resultado é um edifício eclético com o mérito de modernidade conciliada com o restauro da fachada e a conservação do que restou do teatro primitivo do Conde de Farrobo.

Os arquitetos responsáveis por este projeto são Gonçalo Byrne, Patricia Barbas e Diogo Lopes, com um custo de cerca de 2.7 milhões de euros.

O teatro reabriu em outubro de 2013 e nesse mesmo ano foi candidato ao Prémio de Design 2013 do Museu de Design de Londres.

É de louvar que depois de mais de 150 anos de abandono o Teatro Thalia volte a reavivar as suas memórias.

 

 

Bilhete de Lisboa
A Orquestra Metropolitana de Lisboa tem o privilégio de poder usufruir para a sua temporada clássica 2013-2014, de um novo espaço cultural, magnifico, o Teatro Thalia. (A Orquestra Metropolitana de Lisboa é uma instituição cultural, sem fins lucrativos, constituída em 1992 com o objetivo de divulgar a música clássica. Tem sede no antigo edifício da Standard Electrica, junto ao rio Tejo)
Bilhete de Lisboa.doc
no
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020