logo
rss  Vol. XVIII - Nº 307         Montreal, QC, Canadá - domingo, 16 de Fevereiro de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Maria João Sousa...

Uma ria artística no interior da arte

Adelaide Vilela

Reportagem (texto e fotos) de Adelaide Vilela

Maria leva o nome de Nª. Senhora. Sim, a graça de Maria e João por ter nascido no dia 24 de junho, o dia de S. João Baptista, o Santo que Batizou Jesus Cristo. Segundo a Bíblia Sagrada, João viria a anunciar o nascimento de Cristo, o Salvador. Transformado em pregador S. João Baptista batizou no rio Jordão uma imensidão de almas incluindo o Messias, o Filho de Deus. Chegava então, solenemente, o cristianismo para os convertidos.

Aproveitamos os pensamentos gloriosos para desejar à Maria João e a todos os meus leitores uma Santa e Feliz Páscoa, em Cristo ressuscitado.

Depois da primeira exposição, no Centro Comunitário do Espírito Santo de Anjou, a Maria João vê crescer e florescer as suas obras de arte. É importante promover a nossa gente e ajudar a assinalar o progresso em suas vidas. Quiçá, talvez a Majao tenha também recebido uma ajudinha dos santos acima referidos: «Quem não pede não ouve Deus»! Este ditado é dos mais antigos da terra. Use e abuse como faz a nossa Majao com a sua pintura.

Exposicao Majao2.JPG
A pintora Majao, a primeira a contar da esquerda, com um leque de entusiastas admiradores.

Como o leitor se deu conta estamos convosco para uma nova história. Desta feita, fomos «dar fé» de uma exposição de arte que está patente no restaurante Chez le Portugais. A artista plástica recebeu-nos com amabilidade e simpatia para inaugurar o encontro, na passada quinta-feira. Também marcaram presença, os filhos da Maria João e a nora. Até a Alicinha (com oito meses), se sentiu no país das maravilhas, no meio daquela montanha de cores vivas, da vovó, que faiscavam com os lindos olhos da princesa. Portou-se muito bem a boneca, ora parlava ao colo do pai, ora sorria nos braços da mãe.

A Majao tem vindo a surpreender-nos, na vertente criativa: quanto mais avança no saber mais maravilhas produz e mais se sente aprendiz da vida. «Só sei que nada sei». Sócrates. Como artista plástica nada tem que apontar à vida. É concreta, corajosa, sente-se enriquecida com tudo o que vai conseguindo, «fruto de muito trabalho», diz. Mas vamos conhecer melhor a Maria João – enaltecendo a força desta mulher – viúva, mãe, avó e artista plástica. Faro viu nascer uma linda jovem, recriadora de sonhos de menina apaixonante e cheia de garra. O pior é que a sua Ria Formosa a deixou usar, um dia, o lenço branco da partida… Empreendeu uma vigem, talvez sem regresso e para trás ficou Faro do seu coração. Faro, viu-a partir pela segunda vez e perfazer fielmente o caminho de viajante, com os seus três filhos e um marido que a adorava. A nossa Maria João é a filha única de José Bonito de Sousa e de Gertrudes da Encarnação Diogo.

Exposicao Majao1.JPG

Maria João, quando pretendia reter o suspiro, à chegada, com os seus três filhos, ainda pequenos no regaço, perde o marido, depois o pai e a seguir a mãe… Tudo sucedeu em apenas em cinco anos. Ora, fica bem dizer-lhe assim com palavras minhas: «Na verdade tenho medo/ e do meu rosto magoado/cai uma lágrima, um segredo/ que no mar fica guardado».

A vida desta mulher extraordinária é como um livro aberto, que se apresenta dividido em muitos capítulos. Depois de dar a volta a todos eles resolvi fazer um pequeno resumo e num só chamar-lhe: mulher Coragem. Todavia percebi que Maria João traz exemplos de esperança do povo da sua Ria e o brilho das suas paisagens, pintadas e emolduradas no peito: recordação que ela alimenta quando chora… é para acolher a saudade, sem que o sofrimento a faça abandonar a beleza que é a vida.

A Maria João vive agora feliz, no caminho da paz, através da realização de um sonho, pintar até descobrir o outro lado da vida. Mas a sua maior aposta é o orgulho que sente na sua família, nas duas filhas e no filho Gonçalo, genros e nora e nos três lindos netinhos.

Quão belas são as cores das suas telas, quanta luz e amor saem das flores, das paisagens, dos jardins, das serras, dos montes e dos campos. Diria que, a curto prazo, as janelas da memória de Majao talvez sejam transformadas num prado colorido virado para as influências dos pintores famosos, tais como Camille Pissaro e Edourd Manet, Renoir, que Maria João tanto aprecia.

Pintamos o fim com um abraço de parabéns a esta grande artista, à Maria João Sousa Neves, por mais esta exposição de artes plásticas.

Reportagem
Maria leva o nome de Nª. Senhora. Sim, a graça de Maria e João por ter nascido no dia 24 de junho, o dia de S. João Baptista, o Santo que Batizou Jesus Cristo. Segundo a Bíblia Sagrada, João viria a anunciar o nascimento de Cristo, o Salvador. Transformado em pregador S. João Baptista batizou no rio Jordão uma imensidão de almas incluindo o Messias, o Filho de Deus. Chegava então, solenemente, o cristianismo para os convertidos.
Maria Joao Sousa.doc
yes
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020