logo
rss  Vol. XVIII - Nº 306         Montreal, QC, Canadá - terça-feira, 31 de Março de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Bilhete de Lisboa

BOAS NOTICIAS

Por Filipa Cardoso

No dia 18 de março fez quatro anos que envio regularmente o «Bilhete de Lisboa» para o LusoPresse.

Tenho tentado mostrar que Portugal, apesar da crise, é um país fantástico.

Para continuar com esse espírito positivo recordo algumas notícias sobre a realidade portuguesa, listadas ad hoc, que me enchem de orgulho:

– As Tree Houses, no «Pedras Salgadas Spa & Nature Park», no distrito de Vila Real, projeto assinado por Luís e Tiago Rebelo de Andrade, pai e filho, arquitetos, que venceram o prémio de arquitetura ArchDaily 2014 e o Travel + Leisure Design Awards da revista «Travel».

– O texto sobre dualismo das substâncias que valeu a José Gusmão Rodrigues, aluno da Faculdade de Lisboa, o prémio do melhor ensaio filosófico de 2013, atribuído pelo Royal Institute of Philosophy. Em 2011 já tinha ficado em 2º lugar nas Olimpíadas Internacionais de Filosofia.

– Em Bruxelas, o cartoonista Rodrigo de Matos ganhou o Grande Prémio Press Cartoon Europe pelo trabalho publicado no semanário Expresso, sobre futebol e a crise económica.

– O ano de 2013 foi marcante para a «Parques de Sintra – Monte da Lua», pois recebeu o prémio Europa Nostra, pela recuperação do Chalet da Condessa d’Elba, o European Garden Awards pela recuperação do jardim histórico de Monserrate, e, por último, foi distinguida como a melhor empresa do mundo em conservação e restauro, pela World Travel Awards.

– A Digidelta Software ganhou um concurso no valor de 1,6 milhões de euros para gerir a saúde animal em Marrocos. Na prática esta empresa de Leiria vai instalar brincos eletrónicos com tecnologia de radiofrequência para controlo dos bovinos e camelos naquele país do norte de África.

– O restaurante «Largo do Paço», da Casa da Calçada, em Amarante, foi o preferido pelos utilizadores do European 50 Best Restaurants.

No top final de 2013 encontram-se ainda mais duas estrelas portuguesas, os restaurantes «Furnas do Guincho», em Cascais que conquistou o 11º lugar e o «Belcanto», em Lisboa, que atingiu o 18º posto.

– A Revigrés, empresa especializada na produção de revestimentos e pavimentos cerâmicos, assegurou a ornamentação do medalhão central da «Sagrada Família de Barcelona» com uma coleção cromática de 38 cores em grés porcelânico.

– Dados divulgados recentemente pelo Instituto Nacional de Estatística atestam que na última campanha da azeitona produziram-se 627 mil toneladas de azeitona, mais 50% que no ano anterior. Importa frisar que desde os anos 60 do século passado não se atingiam tais quantidades.

– A Louropel, empresa de Vila Nova de Famalicão, é a maior unidade industrial de botões do mundo e líder incontestada do mercado.

Diariamente produz 11 milhões de unidades, 80% das quais destinadas à exportação para mais de 30 países.

– Tony de Castro, designer de barcos e arquiteto naval, radicado em Inglaterra, ganhou o prémio Barco do Ano com a embarcação flybridge de 13,73 metros de comprido e boca de 4,12 metros.

E para terminar, a referência feita a Portugal pela Golf Digest sobre os seus campo de golfe, de que destacou, dos 90 existentes, cinco no Algarve: Monte Rei (Tavira), San Lourenzo, (Almancil), Quinta da Ria (Cacela), Quinta do Lago e Vila Moura, em Setúbal, Troia, em Lisboa, Oitavos (Cascais), no Porto, Estela (Póvoa do Varzim), nos Açores, Furnas (São Miguel) e na Madeira, o de Santo da Serra.

Bilhete de Lisboa
No dia 18 de março fez quatro anos que envio regularmente o «Bilhete de Lisboa» para o LusoPresse.
Bilhete de Lisboa.doc
no
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020