logo
rss  Vol. XVIII - Nº 304         Montreal, QC, Canadá - quinta-feira, 06 de Agosto de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Bailinho de carnaval

Osvaldo Cabral

Por Osvaldo Cabral

                                       ATO I

A Presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves, propôs que as comemorações do 25 de Abril fossem patrocinadas por empresas privadas, em forma de mecenato.

Nos Açores, houve logo quem pensasse que o Dia da Autonomia seria patrocinado pelo Grupo ASTA...

                                                ATO II

Nicolas Maduro quer fechar a CNN e as televisões que, na Venezuela, não estão com o regime.

Se ele quiser fazer uma re-estruturação televisiva que não dê em nada, temos peritos nisso.

Enviamos-lhe o primo português, Poiares Maduro.

                                              ATO III

A propósito de estadistas, Mário Soares continua a falar de «revolta popular», mandar os governantes para casa «pelo próprio pé» e outras ameaças temerosas.

Vamos enviá-lo para a Ucrânia.

                                                ATO IV

Ainda a propósito de ditaduras, Passos Coelho aprova que um dos maiores ditadores africanos, o da Guiné Equatorial, ocupe uma cadeira na lusófona CPLP.

Alberto João Jardim está ofendido.

                                                ATO V

À falta de ditadores nos Açores, Passos Coelho não quis que um açoriano ocupasse uma cadeira da administração da FLAD...

                                                 ATO VI

Parece que alguns deputados açorianos, numa comissão parlamentar, resolveram alterar o articulado de legislação, aprovada em plenário, sobre a contratação de professores.

Assim é que é! Pulso forte contra as bancadas inúteis!

Já temos candidatos a mais cadeiras da CPLP.

                                                ATO VII

A Câmara de Ponta Delgada irá pagar uma indemnização de um milhão de euros à UTC, devido à escandalosa trapalhada com o concurso dos minibus.

Para uma Câmara rica (ao que parece, afinal, são todas, menos a da Lagoa!), o que é isto comparado com o pagamento da remuneração complementar?

De castigo, Bolieiro vai aos bailes disfarçado de motorista.

                                              ATO VIII

José Sócrates tomou posse como membro do Conselho Geral da Universidade do Minho.

A seguir vai dar uma aula de ciência política avançada, com o título «Como dar cabo de um país em apenas dois mandatos».

                                                 ATO IX

Leio na nossa imprensa que «o Secretário Regional da Saúde admitiu esta sexta-feira a injeção de novas verbas para «ir corrigindo algumas situações» no Serviço Regional de Saúde».

Injeção?

O Secretário, que é médico, não sabe que um doente em coma profundo, nem com dose de cavalo?

                                                ATO X

Acho esta descrição do jornalista de economia, João Vieira Pereira, no «Expresso», uma delícia: «Um ex-alcoólico a servir bebidas num bar. É o mesmo cenário que se está a preparar com a saída limpa do Estado português do programa de ajustamento».

                                                ATO XI

Ficamos a saber esta semana que há 56 portugueses que recebem uma reforma de quase 17 mil euros por mês, que custam aos cofres do Estado 11 milhões de euros, enquanto 80% dos pensionistas recebem apenas 360 euros de reforma.

Azar dos 56 não residirem nos Açores. Ainda apanhavam com uma remuneração complementar...

                                                 ATO XII

Vai ser construído em Santa Maria o primeiro paleoparque de ilha do mundo. Chamar-se-á «Casa dos Fósseis».

Alguns políticos já se inscreveram.

Bom carnaval.

Crónica
                                                ATO I
Bailinho de carnaval.doc
no
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020