logo
rss  Vol. XVIII - Nº 302         Montreal, QC, Canadá - sexta-feira, 21 de Fevereiro de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Para aproximar a Diáspora a Portugal

Gulbenkian e COTEC relançam iniciativa

Candidaturas até 31 de março de 2014

Estão abertas as candidaturas para uma nova edição do Concurso Ideias de Origem Portuguesa e do Prémio Empreendedorismo Inovador na Diáspora Portuguesa, que formam a iniciativa FAZ, promovida pela Fundação Calouste Gulbenkian e a COTEC Portugal com o objetivo de aproximar a diáspora portuguesa do seu país.

Os interessados podem submeter candidaturas até 31 de março nos respetivos sítios: www.ideiasdeorigemportuguesa.org e www.cotec.pt

IDEIAS DE ORIGEM PORTUGUESA

O objetivo deste Concurso é encontrar projetos de Empreendedorismo Social que façam a diferença nas áreas do Ambiente e Sustentabilidade, do Diálogo Intercultural, do Envelhecimento e da Inclusão Social.

Para participar só é necessário constituir uma equipa que integre um português ou luso-descendente residente no estrangeiro e submeter um vídeo ilustrativo da ideia que propõe.

Criado pela Fundação Calouste Gulbenkian em 2010 para usar a experiência, o talento e o dinamismo dos emigrantes portugueses em benefício do seu país de origem, o concurso Ideias de Origem Portuguesa registou grande adesão nas edições anteriores, com um total de 278 ideias provenientes de mais de 30 países dos 5 continentes.

Na primeira edição, a ideia vencedora foi «Requalificação a Custo Zero» que se materializou no projeto Arrebita!Porto, atualmente a trabalhar na reabilitação de um edifício devoluto na Ribeira do Porto.

Na segunda edição, foram premiados três projetos: Orquestra XXI, que reúne músicos portugueses espalhados pelas melhores orquestras do Mundo para tocar com regularidade em Portugal; Fruta Feia, projeto de combate ao desperdício alimentar, que criou uma cooperativa de consumo para distribuir fruta e legumes que não são vendidos apenas por razões estéticas; e o Rés do Chão, projeto que dinamiza os pisos térreos de edifícios desocupados, aproveitando esses espaços para promover indústrias criativas locais.

PRÉMIO EMPREENDEDORISMO INOVADOR NA DIÁSPORA PORTUGUESA

O objetivo deste Prémio é distinguir os portugueses que, pela sua ação empreendedora e inovadora, se notabilizaram fora de Portugal nas suas respetivas atividades empresariais, mas também a nível social ou cultural.

Promovido pela COTEC Portugal desde 2007, e contando com o alto patrocínio do Presidente da República, este Prémio tem contribuído para fortalecer a ligação dos portugueses ao seu país de origem, mas também tem permitido reforçar a imagem e prestígio de Portugal no estrangeiro. Pretende-se ainda que tenha reflexos na internacionalização da economia e na atração de investimento, mas também na valorização da língua e da cultura nacionais.

O Prémio Diáspora já deu a conhecer, ao longo destes sete anos, importantes personalidades que se afirmaram nos meios empresariais, sociais e políticos, em sociedades de acolhimento da mais elevada exigência, como Austrália, EUA ou França. Na última edição, Mapril Baptista foi o vencedor do Prémio e Teresa Lundahl foi distinguida com uma menção honrosa.

Mapril Baptista emigrou para França aos 6 anos onde é atualmente proprietário da marca Les Dauphins, líder em venda de ambulâncias, com cerca de 98% de quota de mercado na Ile de France e 50% em todo o país. Teresa Lundahl vive na Suécia, onde fundou a Mateus Stock AB, uma empresa que combina design moderno com artesanato tradicional português, através da produção de peças de cerâmica exclusivas e produzidas à mão em Portugal.

A última edição deste Prémio reuniu até agora o número recorde de candidaturas: 155. No último ano destacou-se a participação inédita de candidatos da Índia, Malásia, República Checa e Venezuela. Os países que têm uma forte participação das comunidades portuguesas neste Prémio são os EUA (30), França (23), e o Brasil (17). Os setores mais representados são o empresarial/financeiro, com 29% das candidaturas, seguido pelos setores da restauração/turismo, educação/investigação/ciência, e indústrias criativas.

Mais informações: www.faz.com.pt

Comunidades
Estão abertas as candidaturas para uma nova edição do Concurso Ideias de Origem Portuguesa e do Prémio Empreendedorismo Inovador na Diáspora Portuguesa, que formam a iniciativa FAZ, promovida pela Fundação Calouste Gulbenkian e a COTEC Portugal com o objetivo de aproximar a diáspora portuguesa do seu país.
Para aproximar a Diaspora a Portugal.doc
yes
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020