logo
rss  Vol. XVIII - Nº 302         Montreal, QC, Canadá - domingo, 16 de Fevereiro de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Deputada luso-canadiana quer mais mulheres portuguesas na política

Toronto, Ontário - A deputada provincial luso-canadiana Teresa Armstrong disse que gostava de ver a comunidade portuguesa «mais envolvida» na política no Canadá, «especialmente as mulheres».

"Ficava mais agradada se houvesse mais portugueses na vida política canadiana, principalmente mais mulheres ativas», referiu a luso-canadiana em declarações à agência Lusa.

Teresa Armstrong é natural da Terceira (Açores) e é a primeira mulher de origem portuguesa a integrar o parlamento provincial do Ontário.

"Tem de haver um maior interesse e motivação por parte da comunidade portuguesa para estarem mais ativos», acrescentou a deputada de 48 anos.

Teresa Armstrong passou muito do seu tempo livre em causas associativas, com destaque para o Luso Centre, integrando o elenco diretivo do Luso Centre, associação que ajuda os imigrantes na sua integração na sociedade canadiana, nomeadamente no inglês e também nos requerimentos de imigração.

"Tentamos manter a cultura, ficar com as raízes do país, pois temos orgulho em sermos portugueses», regozijou-se a deputada.

Tendo a seu cargo a área da terceira idade, uma das dificuldades dos idosos é a integração quer pela língua quer pela cultura no Canadá, Teresa Armstrong envolve-se com diversas comunidades de London, nomeadamente com a «portuguesa, italiana, grega, coreana e chinesa », na distribuição de livros nas respetivas línguas para que aquelas comunidades se possam «adaptar» mais facilmente.

A lusodescendente imigrou com os seus pais para o Canadá com apenas seis anos de idade. Em Outubro de 2011 foi eleita deputada provincial pelo NDP, principal partido da oposição do governo liberal, pela área de London - Fanshawe. É crítica do seu partido pelas áreas da educação do ensino superior e também pela terceira idade.

Além de Teresa Armstrong, existe também outro deputado de origem portuguesa no parlamento provincial, Charles Sousa (Partido Liberal), eleito por Mississauga Sul, atual ministro das Finanças do Ontário.

"Estamos em partidos diferentes, mas quando é necessário falar, fazemo-lo, estamos abertos ao diálogo, pelo menos considero que da parte dele (Charles Sousa) também é assim. E no Dia de Portugal, ele faz questão de se lembrar de mim», afirmou.

O NDP em Junho de 2013 viabilizou o orçamento provincial, exigindo algumas medidas ao governo liberal, em particular uma diminuição dos valores das taxas dos seguros automóvel.

"Não pretendemos eleições antecipadas, pois trará alguns gastos, e daí que sugerimos ideias, queremos uma província melhor, com a criação de mais empregos», salientou também lançando em perspetiva a votação do orçamento para este ano.

London tem cerca de 375 mil habitantes, cerca de 30 mil são de origem portuguesa. A taxa de desemprego atinge os 7,8% (era de 7,5% no mês passado), seis pontos acima da média nacional.

Política Canadiana
A deputada provincial luso-canadiana Teresa Armstrong disse que gostava de ver a comunidade portuguesa «mais envolvida» na política no Canadá, «especialmente as mulheres».
Deputada acoriana Ontario.doc
no
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020