logo
rss  Vol. XVII - Nº 296         Montreal, QC, Canadá - sexta-feira, 29 de Maio de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Homem de futebol:

Armando Melo entra na política

Norberto Aguiar

Entrevista de Norberto Aguiar

O nosso telefonema visava a presidente da Câmara Municipal de Sainte-Thérèse, Sylvie Surprenant, em cata de mais um mandato à frente da municipalidade teresense. Não se esqueçam que Sylvie Surprenant está muito ligada a Comunidade Portuguesa da sua cidade, porque Sainte-Thérèse está geminada com a Lagoa (Açores), e porque o seu companheiro é também oriundo de São Miguel (Vila Franca do Campo). Daí o nosso interesse em saber se ela se recandidatava. Pelo sim, pelo não, no caso de se candidatar, o que para nós não constituiria novidade, o que está a acontecer de resto, perguntámos se nas listas de candidatos à sua câmara haveria algum português. «Que sim. Há um, na minha equipa. É o Armando Melo», informa-me ciente da sua presa.

Armando Melo aclamacao.JPG
Armando Melo, acompanhado da esposa e filhas, quando recebia a ovação lógica por receber o título de «Cidadão do Ano» da cidade de Ste-Thérèse.
Foto  - LusoPresse (Arquivos)

Entretanto, a conversa virou sobre Sylvie Surprenant e as suas possibilidades em ser re-eleita. Foi assim que soubemos que há três listas na corrida à câmara, mais um candidato independente. Tudo resumido, chega-se à conclusão que o PME (Parti Municipal Energie), tem razões para crer que a sua chefe, Sylvie Surprenant será eleita de novo presidente da Câmara Municipal de Ste-Thérèse a 3 de novembro próximo.

Candidatura surpresa

Para nós, que conhecemos o Armando Melo há muitos anos, trata-se de uma grande surpresa esta sua entrada na política municipal. E porquê? Porque o Armando Melo é um homem de compromissos, de uma honestidade a toda a prova, onde o estrelato não faz parte dos seus desígnios... «Sou o tipo de pessoa que prefere estar sempre na retaguarda», haveria de nos dizer em tempos. «Mas não sou homem para me esconder atrás das responsabilidades», atalharia igualmente. Seja como for, para nós o Armando Melo era, é e será sempre o homem que abraçou o futebol como quem abraça a vida de família – própria da sua condição de pai de quatro filhas!

Armando Melo Livro de honra.JPG

Armando Melo vai concorrer nas listas do PME – sigla que se «ajeita» a «Pequenas e Médias Empresas», de onde é oriunda a sua chefe e por isso o nome escolhido. «Foi o vereador atual, Louis Lauzon, que não se recandidata porque tem 65 anos e quer estar com a mulher, que sofre de doença grave, que me convidou», diz-nos através da conversa que com ele travamos por telefone. «O curioso da questão é que, há 16 anos, estive para concorrer contra ele. Um problema no parque onde moro, que também é pelo qual me candidato e quase aconteceu o confronto. Mas uma conversa entre nós resolveu o assunto e nunca mais pensei no assunto», explica-me. «Agora, que ele não se recandidata, veio convidar-me para o substituir. O pior é que já tinha recusado um convite de outra equipa... Assim, fiquei um pouco incomodado, como poderia aceitar um convite depois de ter recusado um outro...», disse-nos em forma de lamento.

Armando Melo familia.JPG

Pela postura do Armando no trato com qualquer pessoa, imaginamos o seu embaraço. «Mas acabei por aceitar porque acho que posso dar alguma coisa de mim aos meus concidadãos. E ainda por cima é no meu bairro (Distrito 7, de nome Blanchard), onde quase toda a gente me conhece e me tem encorajado».

Com 48 anos de idade, casado, pai de quatro filhas (todas mulheres), Armando Melo acha que o futebol e a política podem ir de par. «Vou continuar no meu posto de trabalho que é o de Diretor-técnico de futebol na Associação Regional de Futebol das Laurentides, que acumulo com o de treinador das equipas de futebol do Colégio Lionel Groulx», adianta-nos. E logo conclui «O lugar de vereador em cidades de menos 25 mil habitantes não é a tempo inteiro, daí que tenha que me enquadrar, caso seja eleito, com a minha nova realidade».

Fazendo parte da equipa da atual «mairesse» e contando com o apoio de um vereador com 30 anos de serviço, pensamos que estão criadas todas as condições para que Armando Melo seja o segundo português a se sentar no Conselho Municipal de Ste-Thérèse, anos depois de Luís de Sousa.

Armando Melo foi «Cidadão do Ano», em 2011, desta cidade.

Eleições Municipais
O nosso telefonema visava a presidente da Câmara Municipal de Sainte-Thérèse, Sylvie Surprenant, em cata de mais um mandato à frente da municipalidade teresense.
Homem de futebol.doc
yes
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020