logo
rss  Vol. XVII - Nº 295         Montreal, QC, Canadá - domingo, 23 de Fevereiro de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

No Mundo:

Atletas portugueses dão cartas

Norberto Aguiar

Por Norberto Aguiar

Domingo passado, em ciclismo e ténis, Portugal andou pelas «Bocas do Mundo» em desporto, por via do feito de dois jovens cidadãos seus, no caso Rui Costa e João Sousa!

Com efeito, Rui Costa, que ainda há poucas semanas tinha passado pelo Canadá, onde participou nas provas das cidades de Quebeque e Montreal, com alguma visibilidade, diga-se, pois obteve um 5° e um 6° lugares, ganhou o Mundial de Estrada, em prova disputada na famosa cidade de Florença, em Itália. Um título nunca imaginado, nem mesmo nos tempos do saudoso Joaquim Agostinho.

Já João Sousa venceu o torneio de ténis «Open da Malásia», realizado na capital do país, Kuala Lumpur. Com esta vitória, João Sousa tornou-se no primeiro tenista português a ganhar uma prova da ATP World Tour, que é o mesmo que dizer que agora acaba de entrar na «liga dos grandes».

JOAO SOUSA tenis 774210.jpg
João Sousa

Para chegar à final e ganhar, João Sousa teve de eliminar, nas meias-finais, nomeadamente, o espanhol David Ferrer, primeiro cabeça de série do torneio e atual quarto classificado da tabela mundial. Na final, João Sousa, que na ocasião ocupava a 71ª posição do ranking, voltou a vencer um jogador melhor classificado do que ele, o francês Julien Benneteau (na casa dos trigésimos), pelos parciais de 2-6, 7-5 e 6-4. Parecido, que não igual, como está bem de ver, a João Sousa, só mesmo a presença de Frederico Gil na final do Estoril Open, em 2010.

Com o triunfo na Malásia, João Sousa não só arrecadou 158 mil dólares como ainda ganhou 250 pontos que o colocam agora no 51° lugar da tabela da ATP. Esta classificação de João Sousa faz dele o melhor tenista português de todos os tempos, já que, até aqui, só Rui Machado conseguiu fazer o brilharete de atingir o 59° lugar em outubro de 2011, mas sem ganhar nenhum torneio do calibre do ATP da Malásia.

rui-costa.jpg
Rui Costa

No recente «Open dos Estados Unidos», João Sousa já tinha dado um ar da sua graça ao atingir a terceira ronda do prestigioso torneio, só baqueando perante o melhor do mundo, o sérvio Novak Djokovic.

João Sousa tem 24 anos e é natural da cidade de Guimarães, no Minho.

Quanto a Rui Costa, que no âmbito do ciclismo já é um atleta muito respeitado, andando muitas vezes por alguns lugares cimeiros de provas importantes, como aconteceu recentemente ao ganhar a Volta à Suíça, a sua vitória também foi espetacular, batendo ao sprint Joaquim Rodriguez, oriundo de um país cheio de tradição no ciclismo como é a Espanha.

Rui Costa deixa agora a Movistar espanhola, onde não era chefe-de-fila, para ingressar nos italianos da Lampre, onde, agora sim, será ele a comandar o seu grupo de ciclistas, para mais motivado pelo título de campeão mundial de estrada.

Rui Costa tem 26 anos e é natural da Póvoa de Varzim.

Desporto
Domingo passado, em ciclismo e ténis, Portugal andou pelas «Bocas do Mundo» em desporto, por via do feito de dois jovens cidadãos seus, no caso Rui Costa e João Sousa!
No Mundo.doc
yes
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020