logo
rss  Vol. XVII - Nº 295         Montreal, QC, Canadá - sexta-feira, 29 de Maio de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Ken Pereira

Um sindicalista exemplar

Carlos de Jesus

Por Carlos de Jesus

Ken Pereira, o ex-líder sindical de origem portuguesa, que esteve na origem da queda em desgraça de Jocelyn Dupuis, diretor geral da Federação dos Trabalhadores do Quebeque (FTQ), secção da construção, apresentou-se na segunda-feira e terça-feira diante da Comissão Charbonneau encarregada de inquirir sobre a corrupção e a infiltração do crime organizado no mundo da construção pública.

Ken Pereira tinha denunciado publicamente a gestão do antigo diretor geral da FTQ, mormente no que respeitava às despesas sumptuárias que Jocelyn Dupuis fazia a título pessoal, utilizando os fundos sindicais.

Ken Pereira DSC_0476.JPG
Ken Pereira perante a Comissão Charbonneau.
Foto  - LusoPresse

o início do seu testemunho, Ken Pereira, que tem um diploma de estudos colegiais profissionais (DEP) como mecânico industrial, começou por descrever como funciona a colocação de operários sob a tutela sindical, sublinhando que os responsáveis pela distribuição dos operários pelas obras, têm um poder extraordinário, dando a preferência aos sindicalizados mais próximos e amigos para que estes possam atingir os patamares necessários para terem direito ao subsídio de desemprego.

Esta prática, como é do conhecimento público, foi abolida pelo anterior governo liberal e a distribuição da mão-de-obra agora é da responsabilidade da Comissão da Construção.

Durante o seu testemunho Ken Pereira deu conta do seu percurso sindical que começou em 1986, quando decidiu sair da Comissão Industrial do Quebeque por solidariedade, tal como seu pai tinha feito, para com os outros trabalhadores que tinham necessidade de trabalhar. O seu gesto foi apreciado pelo seu sindicato e acabou por determinar a sua militância sindicalista.

Os comissários da comissão de inquérito que vão continuar a interrogá-lo nos dias a seguir, esperam obter dele mais informações sobre as relações da FTQ com o crime organizado e o Fundo de Solidariedade da FTQ, a intervenção dos Hells Angels na eleição de Richard Goyette como novo diretor da FTQ-Construction, os conflitos sindicais nas obras de construção em meados de 2000 e as contas de despesas de Jocelyn Dupuis que ele revelou aos repórteres da emissão «Enquête» de Radio-Canada e que estiveram na base das acusações em tribunal criminal contra Ken Pereira que foram resolvidas por um acordo extrajudicial em 2010.

Destaque
Ken Pereira, o ex-líder sindical de origem portuguesa, que esteve na origem da queda em desgraça de Jocelyn Dupuis, diretor geral da Federação dos Trabalhadores do Quebeque (FTQ), secção da construção, apresentou-se na segunda-feira e terça-feira diante da Comissão Charbonneau encarregada de inquirir sobre a corrupção e a infiltração do crime organizado no mundo da construção pública.
Ken Pereira.doc
yes
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020