logo
rss  Vol. XVII - Nº 295         Montreal, QC, Canadá - terça-feira, 24 de Novembro de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Em Portugal

Eleições autárquicas

LusoPresse – Depois do rescaldo das urnas do passado domingo, a paisagem da política autárquica ficou assim ordenada – O PS sai grande vencedor com 36 por cento dos votos que se concretizou em mais de 900 mandatos e conquistou a chefia de 150, acedendo assim à presidência da Associação Nacional de Municípios. O PSD teve o pior score de sempre, perdeu 60 câmaras, incluindo a do Funchal, na Madeira, ganhou 86 câmaras sozinho e outras 20 em coligações. Em terceiro lugar vieram os independentes, que conseguiram a presidência de 13 câmaras municipais, mais seis do que nas anteriores eleições de 2009. Rui Moreira, no Porto, foi a vitória mais significativa.

O CDS-PP, com 150 000 votos, obteve a presidência de cinco autarquias, mais quatro do que em 2009 e o maior número de câmaras desde 1997. O PCP aumentou o número de votos e de mandatos, tendo conseguido a presidência da câmara de Loures. O Bloco de Esquerda, mesmo com o país sob tutela, não conseguiu eleger um único presidente de câmara.

Já o número de votos em branco ou nulos foi de cerca de 7 porcento, mais do que os votos no BE ou no CDS. Mas a grande vencedora da noite foi a abstenção. 47,5% dos votantes votaram com os pés.

Com esta vitória dos socialistas, o futuro apresenta-se mais risonho para António José Seguro, que se viu assim consolidado como provável primeiro-ministro das próximas eleições nacionais.

Portugal
LusoPresse – Depois do rescaldo das urnas do passado domingo, a paisagem da política autárquica ficou assim ordenada – O PS sai grande vencedor com 36 por cento dos votos que se concretizou em mais de 900 mandatos e conquistou a chefia de 150, acedendo assim à presidência da Associação Nacional de Municípios.
Eleicoes autarquicas em Portugal.doc
yes
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020