logo
rss  Vol. XVII - Nº 294         Montreal, QC, Canadá - quinta-feira, 22 de Agosto de 2019
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Alex Norris...

Em Jeanne Mance

Raquel Cunha

Entrevista de Raquel Cunha

Alex Norris não precisa de apresentações para os cidadãos mais atentos da comunidade e leitores do nosso jornal. Em tempo de eleições, o antigo vereador da Junta de Freguesia do Mile-End concorre agora para vereador da freguesia de Jeanne Mance (zona do Plateau com mais Portugueses e onde estão a maioria das sedes das nossas instituições) na Câmara Municipal.

Quisemos saber porque concorre agora por outra freguesia, quais os planos e ambições e o que nos espera, caso o Project Montréal consiga ganhar uma vez mais as eleições.

Alex Norris1.JPG
Alex Norris, um amigo da comunidade.

Decidiu candidatar-se a uma nova Junta de Freguesia devido «aos inúmeros pedidos que recebi. Em primeiro lugar porque moro nessa freguesia há mais de 20 anos, e portanto a conheço muito bem. Em segundo, porque falo português e tenho uma boa relação com a Comunidade, o que é uma mais-valia, já que a cultura portuguesa é extremamente importante neste setor».

Para essa escolha, conta também várias vitórias nas quais esteve envolvido, embora ainda como vereador do Mile-End, entre elas, o ter conseguido uma ordem judicial para a remodelação e recuperação de um prédio considerado como património arquitetónico, na esquina da Avenida des Pins com a rua St. Laurent. «Conseguir uma ordem judicial que obrigue o proprietário a assumir as suas responsabilidades e não deixar degradar o património de uma cidade é feito único na história de Montreal, e isto sem qualquer custo para os cidadãos», confessa.

Outra sua «pequena grande vitória», como gosta de chamar, foi a imposição de um sinal luminoso, na interceção da Avenida des Pins com a Henri-Julien, às portas de uma escola primária. Este feito foi conseguido em colaboração com os pais dos alunos daquela escola e por razões de segurança óbvias.

Também esteve diretamente envolvido na recuperação do Parque de Portugal, recuperação que está de momento em curso. Pretende iniciar as renovações do Parque dos Açores assim que possível, uma vez que está consciente da sua degradação e falta de cuidado. Para já, ambos os parques vão receber caixotes de lixo alimentados com energia solar, que permitem compactar o lixo e portanto têm capacidade de o receber em maiores quantidades.

Sabe que um dos grandes problemas desta freguesia é o da limpeza, o qual pretende atacar a fundo, com maior número de funcionários, cuidados e atenção. O Project Montréal é o único partido que trabalha diretamente com Associações de Intervenção Social para a limpeza e manutenção das suas freguesias, oferecendo trabalho a centenas de pessoas consideradas vulneráveis.

Outro problema a combater é a segurança rodoviária, «o Plateau tem mais peões feridos por m2 do que todo o Quebeque junto! É portanto necessário aumentar a visibilidade dos peões, ciclistas e automobilistas», adiciona.

É categórico no combate à corrupção, principalmente tendo em conta as recentes revelações da Câmara Municipal. Realça porém que o seu partido foi o único a não ser envolvido no escândalo, que sempre foi transparente e de contas limpas. Defensor da democracia transparente e transparência dos documentos que, segundo ele, deviam estar acessíveis online para livre consulta dos cidadãos, Alex Norris, promete continuar com o mesmo nível de honestidade e claridade que o partido sempre representou.

Por fim, pretende ainda revitalizar as principais ruas comerciais da freguesia, juntamente com os comerciante locais, de modo a fazer renascer o comércio de rua, dantes tão característico desta zona. Acredita que para isso é necessário também conseguir outras fontes de financiamento, para não pôr tanto peso nos impostos aos comerciantes e moradores da freguesia, e também na importância de uma boa gestão financeira. Conta que, quando chegaram à freguesia, esta tinha uma dívida de 2 milhões de dólares, e que agora no fim do mandato, as contas estão equilibradas, a dívida paga e o saldo positivo.

Por fim, em relação à comunidade portuguesa, promete estar atento às suas necessidades e representá-la o melhor possível, sempre na ótica da proximidade com os locais e associações.

Confessa que será «mais que uma honra representar os cidadãos de Jeanne Mance, o meu bairro, na Câmara de Montreal», e nós do LusoPresse ficamos à espera.

Entrevista
Alex Norris não precisa de apresentações para os cidadãos mais atentos da comunidade e leitores do nosso jornal. Em tempo de eleições, o antigo vereador da Junta de Freguesia do Mile-End concorre agora para vereador da freguesia de Jeanne Mance (zona do Plateau com mais Portugueses e onde estão a maioria das sedes das nossas instituições) na Câmara Municipal.
Alex Noris concorre pela freguesia de Jeanne Mance.doc
yes
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2019