logo
rss  Vol. XVII - Nº 292         Montreal, QC, Canadá - quarta-feira, 11 de Dezembro de 2019
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Barcelos:

Grupo de jovens dançarinos de Hip-Hop em competição mundial, aqui em Montreal

Raquel Cunha

Por Raquel Cunha

Quem vive na Comunidade sabe que a semana que decorreu esteve animada por 40 jovens portugueses, vindos diretamente de Barcelos, de onde são oriundos, para representar Portugal no festival «Dance World Cup», a decorrer na Place des Arts.

O LusoPresse quis saber mais sobre este acontecimento, como surgiu e como decorreu a estadia destes jovens talentosos nas nossas terras quebequenses. Para isso falamos, na véspera da competição, com a professora, coreógrafa e criadora do grupo, Liliana Vilas Boas.

Barcelos flash05.jpg

De nome Flash Dance, e de estilo Hip-Hop, a oportunidade surgiu no Festival de Leiria, «Leiria Competition», onde fomos selecionados e ganhamos como prémio a oportunidade de participar neste campeonato mundial, conta-nos a jovem muito sorridente.

Com o lugar garantido, era então altura de angariar fundos para a viagem e estadia aqui em Montreal. Para isso foi preciso bater a muitas portas, mas conseguimos muitas ajudas, sobretudo das Juntas de Freguesia e da Câmara Municipal, e fizemos também vários eventos para juntarmos o dinheiro. E conseguiram! Com idades compreendidas entre os 12 e os 17 anos, atuaram na terça-feira passada, dia 9, na Place des Artes.

Confessa que as equipas que mais teme são as Canadianas, sobretudo a do Quebeque; «O Hip-Hop é muito forte aqui no Canadá». Não gosta de fazer previsões, mas sente-se confiante de que trabalhamos muito e vamos dar o nosso melhor para representar Portugal.

Barcelos flash04.jpg

O grupo começou há cerca de 9 anos, pelas mãos de Liliana Vilas Boas, então com 16 anos e amante do estilo Hip-Hop. Jovem decidida, juntou em Barcelos cerca de 10 alunos, o Hip-Hop ainda não era muito conhecido na altura. O que começou como uma oportunidade de partilhar o que gostava, cresceu e conta agora com cerca de 100 alunos, com idades tão variadas como os 4 e os 18 anos de idade. Liliana é a única professora, e quem lidera o grupo. Com os seus alunos partilha a paixão de fazer o que gosta e a vontade de o fazer mais e melhor.

Concorreram já em vários pequenos festivais e chegaram mesmo a atuar em Espanha, mas foi o festival de Leiria que lhes deu esta incrível oportunidade.

Apoio da Casa Minhota

Sobre a cidade pouco sabe, uma vez que temos estado a ensaiar todos os dias intensivamente. A estadia aqui será curta, apenas de uma semana, entre o 4 e o 11 de julho, de modo que fora a competição pouco tempo têm para ver. Contudo Liliana não deixa de destacar o apoio recebido pela Casa Minhota, pelo senhor Figueiredo, que oferece uma refeição por dia a estes 40 jovens mais acompanhantes, a um preço simbólico.

Barcelos flash02.jpg

Figueiredo confessa-se contente por poder contribuir, é bom poder ajudar os jovens. Não podemos pensar só em dinheiro sorri, e completa, para eles, alguns tão novinhos, isto está a ser uma aventura. E isso de certeza que está. Por parte do LusoPresse muitos parabéns aos nossos jovens talentos e um enorme obrigado à Casa Minhota, por nunca nos deixar ficar mal e por ter um serviço e um coração de excelência.

Nota final: Informamos que a Escola Flash Li Dance foi premiada no campeonato mundial Dance World Cup (Canadá) em 4 das 7 coreografias que levou a competição! Coreografia «Street Girls», Trio Hip-Hop – 3º lugar Coreografia «My dance, my rules!», Trio Hip-Hop – 3º lugar Coreografia «Rejeitado», Grupo Hip-Hop – 3º lugar Coreografia «Radio Control», Grupo Hip-Hop – 3º lugar.

Dança
Quem vive na Comunidade sabe que a semana que decorreu esteve animada por 40 jovens portugueses, vindos diretamente de Barcelos, de onde são oriundos, para representar Portugal no festival «Dance World Cup», a decorrer na Place des Arts.
Barcelos.doc
yes
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2019