logo
rss  Vol. XVII - Nº 282         Montreal, QC, Canadá - sexta-feira, 23 de Outubro de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContactos arrowÚltima hora arrowClima arrowEndereços úteis
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Gala devolve orgulho em Fall River

Por Osvaldo Cabral

Uma Gala de Prémios Internacionais de Música Portuguesa, que ocorreu no passado fim de semana em Fall River e New Bedford, devolveu o orgulho à comunidade lusa residente naquelas paragens, devido ao «glamour» da iniciativa e seu grande êxito.

A ideia foi de Floriano Cabral, emigrante de S. Miguel, empresário de multimédia e colaborador da RTP-Açores há vários anos, que reuniu um conjunto de outros colaboradores e montou a Gala no Centro Cultural de Fall River e no Teatro Zeiterion, em New Bedford, para homenagear a música portuguesa que se faz na comunidade.

Gala Fall River .jpg

Em ambos os espaços foi criado um ambiente «hollywoodesco», a que não foi alheia a forte adesão da comunidade, que encheu por completo os dois centros.

«Tínhamos planeado vender 175 ingressos», diz Floriano Cabral, «mas acabamos por vender 266».

O cantor Roberto Leal foi um dos convidados de honra, a que se juntaram outras figuras do meio artístico, como Nick Pedro, um luso-americano de Taunton finalista do famoso concurso televisivo «American Idol», ou o ator de Hollywood, Tyler Bowe, emigrante açoriano há anos radicado nos Estados Unidos.

Numa decoração primorosa e sob centenas de holofotes e «néons» em tons azulados, houve lugar ainda para um desfile de moda da «fashion designer international» Lúcia Aguiar, luso-americana, que levou à passadeira excelentes amostras do seu trabalho, com modelos conhecidas como Christianna Burkee, de Boston, e Manfredo Bianca, de North Providence. Tudo embelezado pela exposição de joias do designer João Medeiros.

Os presentes elogiaram a iniciativa e todos foram unânimes em reconhecer que era um evento que «devolvia o orgulho à comunidade», estando presentes políticos, diplomatas, artistas e muitos jornalistas a cobrir o acontecimento.

Os prémios foram entregues durante a gala em New Bedford, depois de uma votação que decorreu durante os últimos meses, com apresentação do jornalista da comunidade, João Gonçalves.

 

Floriano Cabral ao nosso jornal

«Os hispânicos promovem melhor suas raízes»

Floriano Cabral trabalha com os talentos musicais da comunidade luso-americana há vários anos. Muitos dos vídeos promocionais dos artistas locais são da sua autoria, para além da realização e promoção de diversos eventos ligados a esta área.

Floriano Cabral E Roberto Leal.jpg
Floriano Cabral com o amigo Roberto Leal. Foto Jessica Martins.

Em declarações ao LusoPresse, Floriano Cabral explicou que a ideia da gala em homenagem à música portuguesa nasceu durante as suas férias no México, onde via «todos os dias os mexicanos a celebrar as suas raízes e a mostrar aos estrangeiros as músicas e as tradições mexicanas».

A ideia circulou nas redes sociais e obteve resposta, para submissões ao espetáculo, de 19 países diferentes, sendo que, na categoria do voto popular, «tivemos votos de 49 países diferentes».

«Quisemos demonstrar que a música portuguesa está viva e é muito rica», explica ainda, «mas neste momento passa por uma fase moribunda, desde que, há cinco anos, desapareceu um grande impulsionador de novos talentos, que era o Jack Sebastião».

As novas gravações de artistas têm sido escassas, «com apenas alguns a gravar anualmente e poucos a tocarem ao vivo».

À parte esta afirmação da música portuguesa, Floriano Cabral entende que ela «não se confunde com a hispânica, pois temos a nossa identidade e estas iniciativas só reforçam isso», mas no entender do fundador da gala «os hispânicos são muito mais orgulhosos na promoção das suas raízes e músicas do que nós portugueses; eles têm festivais regularmente e promovem o que de melhor se faz, com a ajuda, naturalmente, da sua extensa comunidade, muito maior do que a nossa».

Floriano Cabral revelou-nos que a iniciativa é para continuar no próximo ano, superando as expectativas, «já que fomos notícia em toda a Nova Inglaterra, New Jersey e Canadá».

Neste momento o evento apenas está aberto a artistas da diáspora portuguesa, «mas não pomos fora de hipótese a inclusão de artistas de Portugal e, naturalmente, dos Açores».

Música
Uma Gala de Prémios Internacionais de Música Portuguesa, que ocorreu no passado fim de semana em Fall River e New Bedford, devolveu o orgulho à comunidade lusa residente naquelas paragens, devido ao «glamour» da iniciativa e seu grande êxito.
Gala devolve orgulho em Fall River.doc
yes
O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020