logo
rss  Vol. XVI - Nº 256         Montreal, QC, Canadá - quinta-feira, 25 de Fevereiro de 2021
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContacto arrowÚltima hora arrowClima
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Acabou o «Reality show» canadiano realizado em Portugal

Por Elisa Fonseca, Agência Lusa

 

occupation_double_au_portugual

Montreal - O concurso «reality show» canadiano «Occupation Double au Portugal» (Ocupação Dupla em Portugal), do canal de televisão TVA de Montreal, terminou no fim-de-semana com a votação do casal vencedor.

Portugal foi escolhido este ano como local para se desenrolar a 8ª. edição deste popular concurso do canal em francês, que desde 25 de setembro foi filmado e transmitido a partir de uma residência no Algarve.

"Occupation Double» é um «reality show» que acompanha o relacionamento de dois grupos de jovens - um de dez homens e outro de sete mulheres - com vista a criar casos amorosos.

Ao longo das semanas, os concorrentes, submetidos a um processo de eliminação, foram visitando várias regiões de Portugal, constituindo um cartão de visita turístico para os telespetadores canadianos.

Na final, que teve lugar domingo à noite na zona do Velho Porto, em Montreal e foi transmitida em direto pela TVA, apresentaram-se os quatro finalistas, entretanto regressados ao país.

Para surpresa dos que assistiam, apesar de uma das concorrentes, Nancy, ter anunciado que desistiria, o que daria automática vitória ao outro casal, ela e Georges-Olivier foram os mais votados, remetendo Odile e Dave ao segundo lugar.

Os vencedores receberam um conjunto de prémios, entre os quais um apartamento no valor de 350 mil dólares canadianos (252 mil euros), assim como dois carros Honda na versão 2012.

O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2021