logo
rss  Vol. XVI - Nº 256         Montreal, QC, Canadá - quinta-feira, 25 de Fevereiro de 2021
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContacto arrowÚltima hora arrowClima
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Nos 15 anos do LusoPresse

Pauleta feliz em Montreal

Inês Faro

Entrevista de Inês Faro

O «ciclone dos Açores» arrasou na Gala do LusoPresse. Aplaudido por 450 pessoas, Pedro Pauleta não se cansou de agradecer os aplausos e a simpatia com que foi recebido em Montreal. Mas não foi só na noite de sábado, 26 de novembro, no Château Princesse, que o ex-internacional português fez sensação. Também na rua, nos restaurantes portugueses onde jantou e na escola Sport-Études/CNHP, Pauleta foi recebido com grande entusiasmo. Também os quebequenses receberam Pauleta com muita estima e admiração como se pode ler e ouvir nas várias entrevistas que o ex-jogador deu durante a sua estadia em Montreal (ver links no final do texto). Dedicado à escola e à fundação com o seu nome, o melhor marcador de sempre da seleção nacional pode em breve vir a fazer parte do corpo diretivo da Federação Portuguesa de Futebol. O LusoPresse falou com Pedro Resendes - Pauleta, momentos antes de o ex-jogador regressar à sua terra, a ilha de São Miguel.

pauleta entrevista pagina 12


LusoPresse (LP): Que balanço é que faz da sua vinda a Montreal?

Pedro Pauleta (PP): Faço um balanço bastante positivo! Foi a primeira vez que vim a Montreal e foi uma grande satisfação passar aqui estes 5 dias. Foi uma grande alegria ser recebido tão bem por toda a gente, as pessoas trataram-me de forma fantástica. Senti um carinho muito especial das pessoas por mim e isso deixa-me muito contente. Também gostei muito porque fiz novas amizades e conheci pessoas muito simpáticas e de bom coração. Gostei muito desta oportunidade de estar com os emigrantes portugueses em Montreal. Foi muito bom ter vindo.

LP: Como é que se sentiu por ter sido convidado de honra na Gala dos 15 anos do jornal LusoPresse?

PP: Foi muito bom. Gostei muito de poder estar presente no sábado, no dia do aniversário do jornal e ter estado com vocês, não só com a equipa do LusoPresse, mas com todas as pessoas presentes.

Foi uma grande emoção ser recebido com tantas palmas pelas 450 pessoas presentes. São momentos desses que não podemos esquecer, não só ser recebido com tantas palmas, mas também pelo enorme carinho que as pessoas me transmitiram durante toda a festa. É com grande satisfação ver que aquilo que fiz e faço é reconhecido e isso é importante. Sempre que eu possa colaborar com a minha forma de ser e com o que possa dizer, fico contente.

LP: Além da Gala, também teve oportunidade de visitar a escola Sport-Études/CNHP. Como é que foi essa experiência?

PP: Foi ótimo ter sido recebido por cerca de 300 alunos. Foi uma receção fantástica! Foi uma oportunidade para falar com os miúdos e responder a perguntas sobre coisas da seleção, sobre o futebol e sobre mim que eles não sabiam. Por exemplo, quando é que comecei a jogar futebol; o que é que é preciso para ser jogador profissional de futebol; qual é a importância da alimentação; como é que foi o meu percurso até ser profissional; a importância do desporto entre os jovens, etc. Partilhei o meu exemplo, afinquei como é que a minha persistência, a minha vontade de lutar e o facto de nunca ter desistido foram importantes para atingir os meus objetivos. Foram muitas perguntas de miúdos curiosos e interessantes. Foi sinceramente um momento muito importante.

LP: E planos para o futuro, sobretudo com as eleições da FPF?

PP: Agora estou à espera para ver quais os resultados nas eleições da Federação Portuguesa de Futebol, que vão ser a 10 de dezembro. As coisas parecem estar bem encaminhadas. Aquilo que me foi falado pelo Dr. Fernando Gomes [atual presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional e candidato à direção da FPF], é que, se a Lista B ganhar, passar a ocupar-me da formação dos jogadores entre os 15 e os 21 anos das seleções e poder acompanhar mais de perto essas seleções. No entanto, essa é uma conversa que vamos ter mais tarde no caso de ganharmos.

LP: Agora, a poucas horas de regressar aos Açores, que mensagem quer deixar aos nossos leitores?

PP: Quero deixar uma mensagem de agradecimento, dizer que tenho muito carinho por todas as pessoas que me receberam aqui e me fizeram sentir bem. Também quero dizer que espero que os emigrantes se continuem a ajudar uns aos outros. Quando estamos fora é importante apoiarmo-nos uns aos outros. E claro, reforçar que agradeço muito todo o carinho que fez com que estes dias aqui fossem tão especiais.

Leia ainda a entrevista que Pauleta deu a Inês Faro na edição de 21 de Julho de 2011:

lusopresse.com

Pauleta nos órgãos de comunicação quebequenses:

Emissão Désautels: www.radio-canada.ca

mediamosaique.com : www.mediamosaique.com

Fédération de Soccer: www.federation-soccerqc.ca

TVA SPORTS: tvasports.ca

First post: www.fir

Montréalexpresse.ca:www.montrealexpress.ca

Cyberpresse.ca: www.cyberpresse.ca

La Presse: L'Aigle des Açores. (Chronique de Ronald King).

O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2021