logo
rss  Vol. XVI - Nº 256         Montreal, QC, Canadá - quinta-feira, 25 de Fevereiro de 2021
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContacto arrowÚltima hora arrowClima
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Gala do LusoPresse

Desporto foi rei!

Norberto Aguiar

Por Norberto Aguiar

Há muito tempo que matutávamos com a possibilidade de honrar o Desporto Comunitário, uma atividade que chegou a ser muito importante no nosso meio. Mas o tempo, ou a falta dele, e, sobretudo, a falta de vontade de alguns que pensávamos com responsabilidades e deveres a esse propósito, foi protelando essa possibilidade. Mesmo agora, com a «papinha» toda feita, pode dizer-se que muitos não colaboraram com a nossa iniciativa. Pior. Alguns até desmotivaram outros para que não fosse avante a nossa ideia.

editorialpauleta chandails manuel mogas
Pauleta com Manuel Mogas, diante da exposição de camisolas dos clubes locais
Foto: Benjamim Pimentel

Mas a força dos poucos que nos apoiaram foi mais determinante. E a prova está à vista: reunimos 14 camisolas de 14 equipas que existiram na comunidade desde que ela existe, faz mais de 50 anos. Das restantes, algumas promessas vãs e outras nem isso. Enquanto nós organizávamos um todo de cerca de 30 equipas, houve quem nem para uma, a sua!, fosse capaz de mexer um dedo. Foi assim que ficou pelo caminho muita «conversa»... Quanto à festa de homenagem aos desportistas, para mais com a presença de Pedro Pauleta, ó diabo, 70 dólares «é muito dinheiro!». E, de qualquer maneira, se filhos, irmãos... não acharam tempo nem maneiras de estar presentes numa homenagem, mesmo que póstuma a um dos seus familiares, logo, aqueles, se compreende.

Mas houve quem levasse a nossa iniciativa a sério. A Família de Jacinto Oliveira fez-se representar por uma irmã e um irmão, acompanhados dos respetivos cônjuges; a viúva de Mário Morieta estava lá apesar do «chagrin»; Osvaldo Fonseca não quis deixar de também assistir à homenagem a seu pai. Mas a grande surpresa foi a presença de Hélder Pimentel, o filho do malogrado Artur Pimentel, que veio, de propósito, dos Açores para receber a pequena lembrança que o LusoPresse tinha para lhe oferecer. Logo que o tio, Jorge Pimentel, lhe falou no que estávamos preparando, a Família Pimentel numa decisão de grande significado acertou razões e fez com que o jovem Hélder - 22 anos - se deslocasse a Montreal, sua terra de nascimento, para estar num momento tão importante para ele e restante família. Dos outros, recebemos um encolher de ombros que nos deixou estupefactos. Abre-se aqui um parêntesis para dizer que não chegámos à fala com alguns, sobretudo os de índole estrangeira, daí se compreender a falta de representante.

 

dsc_0429

 Dos galardoados, numa outra valência da nossa iniciativa, marcaram presença Óscar Carvalho (jovem árbitro), Alexandre da Rocha (jovem treinador), António Ribeiro (ex-jogador do Impacto), e Luís Martins (antigo jogador e dirigente dos Bravos e Associação Portuguesa de Ste-Thérèse, também antigo árbitro). Por estar em Toronto com uma seleção de jovens jogadores do Quebeque, não esteve presente Filipe dos Santos.

No patamar imediatamente a seguir, o LusoPresse escolheu quatro desportistas, aqueles que, pelos resultados e prestígios já alcançados mereceram uma estrela mais. Tratou-se de Marco dos Santos (ex-treinador do Impacto), que não tendo estado presente (no Brasil para assinar contrato, como nos disse), delegou na irmã a recolha do seu prémio; Mike Ribeiro (vive no Texas, daí a dificuldade); Meaghan Benfeito (atleta olímpica, com medalha!), e Armando Melo (personalidade do ano em Ste-Thérèse e treinador da região das Laurentides e do Colégio Groulx).

Para o LusoPresse, que prevê iniciativas idênticas no futuro, foi gratificante ver o carinho que todos estes desportistas dedicaram à iniciativa em questão. Através do mail, do telefone e até pessoalmente, as mensagens de agradecimentos têm sido muitas e intensas. A nossa resposta tem sido: - Fostes galardoados pelo mérito do vosso trabalho. Não houve favores.

O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

O que é o novo acordo?

O LusoPresse decidiu adotar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.

Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2021