logo
rss  Vol. XV - Nº 248         Montreal, QC, Canadá - sexta-feira, 05 de Junho de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContacto arrowÚltima hora arrowClima
Partilhe com os seus amigos: Facebook

Universidade de Aveiro

Projeto financiado de investigação em turismo para emigrantes portugueses

 

universidade_de_aveiro
Universidade de Aveiro
FTC - Fundação para a Ciência e a Tecnologia
Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

Nos últimos anos, temos assistido a um período conturbado na economia portuguesa e o agravamento do desemprego tem sido uma das suas principais consequências. Dinamizar a economia é um grande desafio em Portugal e as pequenas e médias empresas têm um papel fundamental na sua recuperação, pela sua capacidade de gerar emprego, aumentar a produção e produtividade e, por conseguinte, atingir o crescimento económico. Neste âmbito, a promoção do turismo é primordial, pois a despesa turística cria mais emprego e rendimento do que qualquer outro sector da economia, bem como gera e mantém emprego em outros sectores da economia que fornecem os visitantes e as empresas turísticas. O regresso definitivo e a participação dos emigrantes portugueses em projectos de desenvolvimento turístico nas suas regiões de origem, que são as mais carenciadas em Portugal, poderão contribuir para estimular a economia regional e nacional, porque trazem competências técnicas e, eventualmente, capital financeiro obtidos durante a sua experiência de emigração.

Na Universidade de Aveiro, encontra-se a decorrer (desde 2008) um projecto de investigação de doutoramento em Turismo, financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia, cujo tema centra-se na avaliação do contributo do potencial retorno e fixação dos emigrantes portugueses para o desenvolvimento do turismo no seu local de origem, em Portugal. Salvaguardando devidamente todos os aspectos de sigilo de informação, o próprio jornal adere a este projecto esperando dos seus leitores emigrantes, actores-chave do projeto, a mesma atitude de colaboração numa demonstração de verdadeiro espírito de cidadania. A recolha de dados úteis, passíveis de ter um valor científico reconhecido, faz-se neste caso, através do preenchimento de um questionário, localizado aqui (questionarios.ua.pt) pelos emigrantes portugueses. 

O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

Apesar das resistências encontradas na imprensa portuguesa em geral, o LusoPresse decidiu adoptar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa pelas razões que já tivemos a oportunidade  de referir noutro local.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.
 
Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020