logo
rss  Vol. XV - Nº 245         Montreal, QC, Canadá - quinta-feira, 27 de Fevereiro de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContacto arrowÚltima hora arrowClima
Partilhe com os seus amigos: Facebook

 
livro - 25 anos igreja santa cruz
25º Aniversário da Igreja Santa Cruz

Lançamento do livro «Respigos e Retalhos»

Por Carlos de Jesus

A convite do Padre José Maria Cardoso, deslocámo-nos no passado domingo, dia 15 de maio, ao Salão Nobre da Missão Santa Cruz onde se procedeu ao lançamento do livro «25º Aniversário da Igreja Santa Cruz - Respigos e Retalhos», da autoria do Padre António Araújo (António do Outeiro). Este livro foi escrito no contexto das celebrações dos 25 anos da construção da Igreja Santa Cruz.

mesa de honra
Padre José Maria Cardoso, ao Microfone,apresentando a mesa de horna, pela ordem habitual: o autor do livro, Pe. António Araújo, Mme Juliette, representante da editora, Fernando de Brito, cônsul-geral e professor José Barros
Foto: LusoPresse

À entrada do Salão, em bom anfitrião, o Padre Cardoso fez questão de receber individualmente cada um dos convidados. Apraz-nos registar, que na sala também fomos recebidos por calorosos apertos de mão de alguns dos organizadores do evento que aproveitaram o ensejo para sublinhar o bom trabalho que o LusoPresse tem vindo a fazer.


Com a sala repleta, a cerimónia foi simples e rápida, porque se tratava da hora do almoço, como sublinhou o anfitrião. Depois das apresentações, pelo Padre Cardoso, da mesa de honra, no palco, onde se sentavam o autor do livro, Padre Araújo, a representante da editora «Les éditions du passage», Mme Juliette, que esboçou umas palavrinhas de agradecimento em português e sublinhou o trabalho de memória que este livro representa, o Cônsul-Geral de Portugal, Fernando Demée de Brito, que nada disse, e o professor José de Barros, da Escola Lusitânia, que fez o panegírico do livro. Seguiu-se um porto de honra que precedeu a sessão de autógrafos do autor. Como forma de sublinhar o evento, foi entregue um exemplar do livro a cada um dos presentes.

 

autografando o livro
Pe António Araújo autografando o seu livro
Foto: LusoPresse

Na sua apresentação, o professor Barros fez uma resenha do conteúdo da obra, tendo começado por citar uma frase de Alexandre Herculano em que diz que «as pátrias também se extinguem quando esquecem o seu passado». Depois de ter sublinhado a importância de se registar a história da comunidade, passou em revista os vários capítulos do livro, tendo-se detido particularmente à obra dos benévolos da Igreja e das suas obras, sem os quais o trabalho feito não existiria para agora ser levado à estampa.

Em verdade estamos em presença dum livro de memórias duma boa parte da comunidade portuguesa de Montreal, intercalado com fotos da época, e que servirá para lembrar e explicar aos jovens de hoje e aos vindouros quais foram as sendas por que passaram seus pais e avós, sobretudo, como se compreende, os que mais de perto participaram no evoluir da paróquia de Santa Cruz.

O tempo no resto do mundo

Arquivos

Acordo Ortográfico

Apesar das resistências encontradas na imprensa portuguesa em geral, o LusoPresse decidiu adoptar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa pelas razões que já tivemos a oportunidade  de referir noutro local.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.
 
Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020