logo
rss  Vol. XV - Nº 241         Montreal, QC, Canadá - quinta-feira, 03 de Dezembro de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContacto arrowÚltima hora arrowClima

Programa integrado...

Promove a cidadania a todos os níveis

Angra do Heroísmo - Cinco Direcções Regionais e o Instituto de Acção Social assinaram, em Angra do Heroísmo, um protocolo para o desenvolvimento de um programa intitulado "Família, Escola e Comunidade - Berços de Cidadania".

A iniciativa dirige-se a crianças e jovens, bem como aos agentes educativos, pais e educadores, e pretende intervir nas áreas da cidadania, educação para a saúde, maternidade e paternidade responsáveis, promoção de estilos de vida saudáveis e promoção da igualdade, interculturalidade e não-discriminação.

Todas estas problemáticas estão já a ser alvo de intervenção por parte de cada entidade envolvida, mas com este programa pretende-se aproveitar melhor os meios, conjugando esforços e tendo uma visão mais ampla e global das matérias em apreço, conforme disse aos jornalistas a Directora Regional da Igualdade de Oportunidades, Natércia Gaspar.

As diversas acções integradas no programa visam educar formar e sensibilizar para aspectos que vão da saúde à solidariedade, passando por

princípios como a democracia, a co-responsabilidade e a equidade, contribuindo para a transformação progressiva de valores, atitudes e comportamentos.

Entre as actividades já programadas, contam-se, entre outras, a criação do prémio "Família, Escola e Comunidade - Berços de Cidadania" e a realização de um fórum anual denominado "Educação para a Cidadania".

Assinaram o documento as Direcções Regionais da Igualdade de Oportunidades, da Educação e Formação, das Comunidades, da Saúde, da Prevenção e Combate às Dependências e o Instituto de Acção Social.

O tempo no resto do mundo

Acordo Ortográfico

Apesar das resistências encontradas na imprensa portuguesa em geral, o LusoPresse decidiu adoptar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa pelas razões que já tivemos a oportunidade  de referir noutro local.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.
 
Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020