logo
rss  Vol. XV - Nº 241         Montreal, QC, Canadá - sábado, 08 de Agosto de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContacto arrowÚltima hora arrowClima

Comentário Político

Por Carlos de Jesus

É a isto que leva a cegueira partidária.

jeanfrancoislisee

Mesmo quando as notícias são boas para a economia quebequense, o Governo (Liberal) não tem mérito algum. É o que se depreende do popular blogue de Jean-François Lisée, antigo conselheiro dos primeiros-ministros pequistas Jacques Parizeau e Lucien Bouchard.

Segundo ele, que no seu blogue nos dá conta da taxa de desemprego no Canadá e na Europa, o primeiro lugar que ocupa esta província só tem a ver com o «modelo Quebequense», nada a ver com a política da equipa ministerial de Jean Charest.

Reproduzo, no original, o que ele escreve no seu blogue do passado dia 11 de março.

«Nous interrompons (pour un dix-septième mois consécutif) le lancinant commentaire anti-modèle québécois des plumes économiques locales pour vous transmettre ce bref message d'intérêt public.

Taux de chômage en février 2011 :

Québec : 7,7%

Canada : 7,8 %

Ontario : 8,0%

États-Unis : 8,9 %

Union européenne : 9,5% (janvier)

Nous retournons maintenant à notre programme régulier.»

Ver aqui: http://www2.lactualite.com/jean-francois-lisee/category/temps-dur-pour-les-detracteurs-du-modele-quebecois/

Quer dizer que nos últimos dezassete meses, a taxa de desemprego nesta província tem sido uma das mais baixas do Canadá, e mesmo mais baixa que nos Estados Unidos ou na Europa. Mas quando se ouve os gritos histriónicos da Oposição e dos seus fiéis altifalantes jornalistas, este governo é o mais incompetente que o Quebeque jamais teve.

Mme Marois, vai mesmo ao ponto de dizer, como no passado sábado, diante dos dirigentes das associações pequistas de circunscrição, que está para breve «o fim do inverno liberal» e de acusar o primeiro-ministro de incompetência em matéria de economia.

Ora os números falam por si. E tanto mais surpreendentes quanto sabemos que todo o mundo ainda sofre da crise económica mundial, que mal afetou o Canadá - com exceção do Ontário - e passou como água pelas penas dum pato no Quebeque.

.

O tempo no resto do mundo

Acordo Ortográfico

Apesar das resistências encontradas na imprensa portuguesa em geral, o LusoPresse decidiu adoptar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa pelas razões que já tivemos a oportunidade  de referir noutro local.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.
 
Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020