logo
rss  Vol. XV - Nº 241         Montreal, QC, Canadá - sábado, 08 de Agosto de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowPesquisar arrowContacto arrowÚltima hora arrowClima

Companheiro de Che Guevara

Morreu Alberto Granado

 

morreualbertogranado

Havana - O bioquímico argentino Alberto Granado, que acompanhou Ernesto Che Guevara durante uma viagem de mota por diversos países da América do Sul nos anos 50, morreu em Havana aos 88 anos, confirmaram fontes familiares.

Granado, que nasceu em Córdoba (Argentina) em 1922 e vivia desde 1961 em Cuba, morreu de causas naturais, explicou o seu filho Alberto Granado.

A televisão estatal cubana definiu Alberto Granado como um "fiel amigo de Cuba" e noticiou que, segundo a sua vontade, o corpo do bioquímico será cremado e as suas cinzas ficarão em Cuba, Argentina e Venezuela.

Amigo de infância de Che Guevara, Granado acompanhou em 1952 o médico e guerrilheiro numa viagem de mota pela América do Sul, um périplo que despertou a consciência política de Guevara.

Durante nove meses, a mota de Granado, "La Poderosa", percorreu ao lado de Guevara uma boa parte da América do Sul. Os companheiros de viagem separaram-se depois na Venezuela.

Em 2004, a aventura dos dois amigos foi retratada no grande ecrã no filme "Motorcycle Diaries" ("Diários de Che Guevara" na versão portuguesa), do realizador brasileiro Walter Salles.

Após esta viagem, Granado regressou à Argentina para trabalhar como bioquímico, mas, depois do triunfo da revolução cubana, Che Guevara convidou-o para ir viver para Havana.

O tempo no resto do mundo

Acordo Ortográfico

Apesar das resistências encontradas na imprensa portuguesa em geral, o LusoPresse decidiu adoptar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa pelas razões que já tivemos a oportunidade  de referir noutro local.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.
 
Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020