logo
rss  Vol. XV - Nº 238         Montreal, QC, Canadá - sábado, 04 de Abril de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowArquivos arrowContacto arrowÚltima hora arrowClima

Em mina de níquel após ano e meio de greve

Mineiros regressam ao trabalho

 

baiadevoiseynacostadolabrador

Montreal - Os trabalhadores de uma importante mina de níquel do gigante brasileiro Vale no leste do Canadá terminaram na segunda-feira uma greve que durava há ano e meio, noticiou a AFP, citando fontes das negociações.

Um total de 88 por cento dos 130 mineiros da Baía de Voisey, na costa do Labrador, aprovaram uma nova convenção coletiva, concluída na semana passada com a mediação de um árbitro governamental, informou o Sindicato dos Metalúrgicos Unidos (USW), em comunicado.

O novo contrato de trabalho, que entra imediatamente em vigor com a duração de cinco anos (até janeiro de 2016), prevê aumentos salariais, uma indexação dos salários à inflação, o aumento da participação da empresa num fundo de reforma para os trabalhadores e melhorias nos prémios de produtividade.

"Foi um momento longo e difícil para todos e estamos satisfeitos que a greve seja agora uma coisa do passado", afirmou o responsável pelas atividades de Vale na Terra Nova e Labrador, Tom Paddon.

A greve durava desde 01 de agosto de 2009.

A mina de níquel da Baía de Voisey está entre dez maiores do mundo. Em 2008, o último ano completo de produção antes da greve, a mina produziu 77.500 toneladas de níquel purificado e 55 mil toneladas de concentrado de cobre.

O tempo no resto do mundo

Acordo Ortográfico

Apesar das resistências encontradas na imprensa portuguesa em geral, o LusoPresse decidiu adoptar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa pelas razões que já tivemos a oportunidade  de referir noutro local.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.
 
Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020