logo
rss  Vol. XV - Nº 238         Montreal, QC, Canadá - domingo, 05 de Abril de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowArquivos arrowContacto arrowÚltima hora arrowClima

Festival Super Bock

Arcade Fire atuam em 15 de julho

 Lisboa - Os Arcade Fire, que viram cancelado um concerto em Lisboa em novembro passado, vão atuar em julho no Festival Super Bock Super Rock, perto da praia do Meco, Sesimbra, anunciou a promotora Música no Coração.

 

arcadefireemlisboa

A banda canadiana estará no festival no dia 15 de julho.

A 17.ª edição do festival decorrerá de 14 a 16 de julho na Herdade do Cabeço da Flauta, um recinto próximo da praia do Meco, concelho de Sesimbra.

Os Arcade Fire deviam ter atuado a 18 de novembro no Pavilhão Atlântico, em Lisboa, mas o concerto foi cancelado por causa da cimeira da NATO.

Ainda antes de ser anunciado o concerto no Super Bock Super Rock, sabia-se que a banda andaria pela Europa durante o verão e entre as atuações está uma a 17 de julho no festival de Benicàssim, em Espanha.

A banda de Win Butler e Regine Chassagne apresentará em Portugal "The Suburbs", o álbum que editou em 2010.

"The Suburbs" é o terceiro álbum de uma banda pop rock do novo milénio que foi acarinhada pela crítica musical quando em 2004 editou o disco de estreia, "Funeral", ainda hoje considerado o melhor até agora gravado.

Os Arcade Fire estão nomeados este ano para três prémios Grammy, precisamente com "The Suburbs", para álbum do ano, melhor atuação rock e melhor álbum alternativo.

Além dos Arcade Fire, no festival Super Bock Super Rock estão confirmadas as atuações dos Strokes, Portishead, Arctic Monkeys, Beirut e Legendary Tigerman.

O tempo no resto do mundo

Acordo Ortográfico

Apesar das resistências encontradas na imprensa portuguesa em geral, o LusoPresse decidiu adoptar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa pelas razões que já tivemos a oportunidade  de referir noutro local.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.
 
Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020