logo
rss  Vol. XV - Nº 235         Montreal, QC, Canadá - sexta-feira, 21 de Fevereiro de 2020
arrowFicha Técnica arrowEstatutos arrowArquivos arrowContacto arrowÚltima hora arrowClima

Stephen Harper em Lisboa

Inês Faro

Reportagem de Inês Faro

Portugal - O primeiro-ministro canadiano, Stephen Harper chegou a Lisboa na noite de 18 de novembro, sexta-feira, tendo sido recebido pelo secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros, João Gomes Cravinho.

Na tarde seguinte Stephen Harper foi recebido pelo primeiro-ministro português, José Sócrates e pelo secretário-geral da NATO, Anders Rasmussen. Os líderes foram recebidos à entrada do recinto da FIL (Feira Internacional de Lisboa) no Parque das Nações, onde decorreu o encontro de dois dias dos países da NATO (Organização do Tratado do Atlântico Norte).

 

harper lisboa

A negociação das condições da saída de tropas do Afeganistão foi o ponto mais destacado da participação de Stephen Harper na cimeira dos países da Aliança Atlântica. Nos dois dias do encontro em Lisboa, o primeiro-ministro canadiano garantiu que o Canadá "contribuirá a partir de 2011 com um contingente não envolvido em combates, integrando 950 militares, para o treino e formação das forças armadas afegãs", segundo a agência LUSA.

O compromisso de manter a formação das formas de segurança afegãs até 2014 foi felicitado pelo secretário-geral da NATO, Anders Rasmussen.. "O povo afegão está cada vez mais livre, mais bem formado", declarou.

A saída das tropas num calendário razoável entre 2011 e 2014 determinará o sucesso da missão, como declarou Stephen Harper numa conferência de imprensa após a reunião sobre o Afeganistão no final do encontro de líderes em Lisboa.

O primeiro-ministro canadiano exigiu ao Presidente Hamid Karzai do Afeganistão algumas contrapartidas, como "o respeito por certos princípios básicos como os direitos humanos, as eleições democráticas, a boa governação e o combate à corrupção".

Segundo as declarações de Stephen Harper à LUSA, o governo de Cabul pediu aos parceiros ocidentais que pelo menos metade da ajuda ao desenvolvimento fosse dirigida diretamente para o governo afegão, isto é, excluindo organizações intermediárias.

O primeiro-ministro canadiano respondeu dizendo que o Canadá "não dará nem mais um cêntimo se não houver garantias de que o dinheiro é bem gasto".

Se tudo correr como esperado, o governo do Canadá garantirá então que os 950 soldados mobilizados no Afeganistão permanecerão no país com a missão de treinar as forças afegãs depois da missão de combate terminar em 2011.

Stephen Harper deixou Lisboa em direção ao Canadá depois do fim da cimeira da NATO no dia 20 de novembro.

O tempo no resto do mundo

Acordo Ortográfico

Apesar das resistências encontradas na imprensa portuguesa em geral, o LusoPresse decidiu adoptar o novo acordo ortográfico da língua portuguesa pelas razões que já tivemos a oportunidade  de referir noutro local.

Todavia, estamos em fase de transição e durante algum tempo, utilizaremos as duas formas ortográficas, a antiga e a nova.   Contamos com a compreensão dos nossos leitores.
 
Carlos de Jesus
Diretor

 
LusoPresse - 2020